Fala Werneck

encontronacafeteria

 

Edição independente.

Páginas: 174.

 

É preciso arriscar

 

Lucas é um jovem que parece ter tudo: dinheiro, um lugar na empresa do pai e amigos ricos também. Mas ele sente falta de algo que o inspire, que o motive a buscar novas experiências.

Sua vida começa a mudar quando ele toma uma decisão impulsiva e começa a trabalhar em uma cafeteria, algo que nunca conseguiria imaginar.

 

O livro irá acompanhar a vida desse jovem tão perdido e carente de afeto, e através de situações cotidianas simples consegue mostrar o valor da amizade, da dedicação, a importância da família; especialmente aquela que não é de sangue, mas nos acolhe de braços abertos e encara todas as dificuldades que possam surgir.

Aos poucos o Lucas vai percebendo como algumas amizades podem ser complicadas e como é preciso respeitar o tempo e as escolhas de cada um.

 

O romance surge aos poucos e envolve coragem para arriscar e revelar o que cada um sente.

O medo de ser rejeitado de alguma forma faz parte da vida de todos nós. No entanto, se não arriscarmos, se não acreditarmos, nunca saberemos o que poderia ter acontecido ou como a vida poderia ser transformada.

 

Só que a obra vai além e discute também o relacionamento entre pai e filho, e como a arrogância pode comprometer gravemente uma relação. Muitas pessoas se tornam prepotentes quando alcançam um patamar de influência, e com isso não sabem valorizar aas pessoas pelo que elas são.

Esse tipo de situação pode destruir uma família, mas nunca é tarde para tentar mudar as coisas.

 

Essa é uma leitura que te fará pensar sobre a maneira como você expressa os seus sentimentos, a forma como as suas ações podem afetar a vida de tantas pessoas, e a importância de arriscar, tentar, ousar.

 

O mundo é tão grande e cada um tem seu próprio universo particular.

E talvez, você dê sorte e ao tentar iluminar seu próprio mundo, consiga levar luz a outros também.

encontronacafeteria

 

A história começa com o Lucas, um jovem que se sente perdido na vida, ainda que seja de uma família com dinheiro, prestes a assumir um alto cargo na empresa do pai e esteja cursando uma faculdade.

Ele ainda não sabe bem que carreira quer seguir e se sente muito pressionado pelo pai.

Mas, em um desses dias que caminha desanimado para a faculdade, ele “esbarra” em uma oportunidade que começa a mudar os seus dias e fazer com que sinta satisfação, alegria e tranquilidade.

 

Sem saber o porquê, ele pede uma chance para trabalhar na cafeteria. E gosta muito dessa primeira manhã corrida no trabalho.

Sonata é uma jovem que trabalha e se dedica criando novas receitas para o cardápio da cafeteria. Ela se empenha muito porque foi um sonho da mãe, que já faleceu.

 

Os dois começam a se aproximar e descobrem que estudam no mesmo lugar, e são da mesma turma, inclusive. Porém, o Lucas fica triste ao constatar que Sonata está interessada no seu amigo, e decide inventar um plano maluco para tentar se aproximar dela. Quero só ver onde isso vai dar… E se ela vai começar a gostar dele.

Além da situação na empresa; como ele se entenderá com o pai? Será que ele vai conseguir se aproximar do pai? O jovem já parece merecer um ambiente familiar bom. Vamos ver…

aprincesaeoplebeu

 

Melhores Trechos

 

“Quando abriu os olhos, as portas do Salão estavam se abrindo e ela deu o primeiro passo decisivo, de muitos outros passos importantes que daria a partir daquele dia.”

 

“Naquele momento o mundo parou, tudo pareceu entrar em sincronia, e por um momento perfeito eles se sentiram completos, felizes.”

 

“- Você não entendeu, eu não vou desistir de você. Irei lutar até não poder mais por você. Viro príncipe para me casar com você se for preciso. Mas eu não vou deixar você escapar de mim.”

 

“Às vezes tudo o que precisamos é permanecer firmes por quem se ama. Não é uma tarefa fácil, mas é necessária.”

 

“- Você não está sonhando. Estou aqui. Despida de qualquer disfarce ou coroa. Estou aqui incapaz de esconder o quanto amo você.”

 

“Naquele dia, Luciana percebeu que quando alguém pergunta a você se ‘você está bem’, é apenas por força do hábito, obrigação. A maioria delas não tem o real interesse em saber como realmente você se sente.”

 

aprincesaeoplebeu

 

Editora: Chiado.

Páginas: 254.

 

Tudo tem seu tempo

 

Luciana é uma princesa que cresceu sendo protegida pelo pai, que desde a morte da rainha temia pela segurança da filha.

A jovem, no entanto, sempre esteve curiosa para conhecer a vida das pessoas fora do castelo. No seu aniversário ela consegue fugir e, finalmente, conhece um pouco da vida no vilarejo. Encontrando também um rapaz que se tornará muito importante para a sua vida.

 

O livro traz romance, intriga, conspiração e muita força de vontade.

Luciana precisará enfrentar muitos desafios e aprender a lidar com a dor e a ausência. Ela é uma jovem que será forçada a amadurecer com as duras lições da vida; lutando pelo seu povo e colocando-o antes mesmo de suas vontades pessoais.

 

Governar um reino exige muito da pessoa, mas quando se possui o apoio necessário é possível superar as adversidades e aprender a aceitar as ausências.

Nem sempre teremos ao nosso lado as pessoas que amamos, mas a vida pode nos trazer surpresas que acalentam a alma.

 

Na história temos também o Liam, um plebeu determinado, que descobre o amor e se surpreende com as mudanças que a vida lhe traz.

Ele irá lutar com todas as forças pelas suas crenças e para proteger a sua amada.

 

Uma leitura agradável, que te levará a reinos distantes e amores impossíveis.

Lembrando ao leitor que o amor é mais forte que tudo, e supera grandes dificuldades para florescer, desde que você não deixe a dor lhe consumir.

 

Afinal de contas, nada na vida é simples e fácil o tempo todo. Os desafios existem para nos fortalecer e testar a nossa vontade de ir além.

Acredite, lute e viva o impossível.

Sentindo e apreciando o amor a cada dia.

aprincesaeoplebeu

 

“A princesa e o plebeu” é um romance de época que tem como personagem principal a Luciana, uma princesa que vive protegida pelo pai, que teme pela vida da jovem desde que a rainha foi assassinada por vingança.

O reino é um lugar bonito e as pessoas parecem felizes, mas Luciana vive querendo fugir para conhecer o povoado e as pessoas, já que seu pai nunca deixa ela se afastar do castelo.

 

Doze anos atrás, a rainha foi assassinada por um caçador que queria se vingar do rei, por ter sido expulso da casa em que vivia com a esposa; e por ter tido que vê-la morrer grávida quando foram atacados por lobos.

Porém, no dia do seu aniversário de 19 anos, Luciana consegue fugir e sua aventura começa. Ela conhece Liam e já é possível notar o clima que surge entre eles, como também as diferenças de gênio.

 

Os dois parecem ter personalidades fortes e já dá para perceber que muita coisa vai rolar entre eles.

Ele tem uma amiga que parece gostar dele mais do que como amigo; ele não percebeu isso ainda, e talvez ela traga problemas futuramente…

 

Espero conhecer mais a vida do rei, como também descobrir o que aconteceu com o caçador.

Além disso, ver no que vai dar esse casamento arranjado, que foi combinado pelo pai de Luciana e o outro rei.

Será que surgirá um triângulo amoroso?

Como Luciana conseguirá fugir de novo? Agora o pai vai aumentar ainda mais a segurança e o controle ao redor da princesa…

 

Está sendo uma leitura muito agradável e rápida.

Em breve trago a resenha para vocês!

arainhadafloresta

 

Trechos

 

“Todo pedido que fosse justo e que não prejudicasse ninguém era atendido, desde que a pessoa cultivasse a virtude da paciência.”

 

“- Existem tantas coisas no mundo, tanto visíveis quanto invisíveis, e que a maioria das pessoas desconhece. Isto é triste, porque a vida é cheia de oportunidades, mas elas só se apresentam àqueles que as buscam.”

 

“- Acho que o caminho certo é aquele que faz bem ao coração da pessoa.”

 

“- Pois é, Anaís, mas a missão de todos não vem escrita num pedaço de pano quando se nasce. Todos têm que encontrá-la, e é este o grande desafio.”

 

“E a única grande verdade que existe é aquela que vem do coração.”

 

“Devemos sempre celebrar as coisas boas que nos acontecem. É uma forma de agradecer e nos regozijarmos com a boa ventura.”

 

“- Coisas boas, coisas más… Você não acha que já passou dessa fase? As coisas acontecem. O que fazemos com elas é que determinam se elas são boas ou não para nós, não é isso?”

 

“É importante fluir com a vida, observar quando algo não está dando certo e mudar a estratégia, o caminho, mas não desistir do objetivo, se é isso que realmente a pessoa quer.”

 

“Acho que por isso foi tão fácil eu me adaptar aqui. Acho que quando encontramos o nosso lugar no mundo, o nosso destino, tudo flui tranquilamente, pois é o natural, por mais diferente que seja de tudo que tenhamos vivido.”

 

“Era só olhar para os dois juntos que se sentia uma vibração de eternidade emanando daquela união, uma vibração atemporal, mágica e etérea.”

 

arainhadafloresta

 

Edição: Independente.

Páginas: 302.

 

Limites e descobertas

 

Anaís é uma jovem princesa que faz uma descoberta chocante durante a sua cerimônia de noivado: ela é uma bruxa. Os nobres ficam exaltados com isso e decidem persegui-la. Por isso, ela foge para a Floresta das Sombras e assim sua jornada começa.

 

Um livro nacional de fantasia, que contará a nova vida dessa princesa que descobrirá estar destinada a se tornar rainha do povo da Floresta da Lua; só que para ser digna e capaz de defender e iluminar o lugar, ela precisará estudar, treinar muito e enfrentar desafios que nunca imaginou.

 

O povo que vive na floresta é vítima de uma vida limitada, por causa de uma maldição que foi lançada há gerações. Eles vivem sem poder acessar bem a sua magia, e ainda são condenados pelas pessoas que vivem no Reino das Joias, que julgam que todos da floresta são maus, como a bruxa que lançou a maldição, por isso chamam o lugar de Floresta das Sombras.

No entanto, quando Anaís foge para a mata, a vida de todos começa a mudar.

 

Um livro que falará de amor, magia, fé, lealdade e confiança.

Anaís tem muito o que aprender, e as pessoas da floresta confiam nela, a incentivam e ajudam de todas as formas que conseguem.

Só que alguns passos do caminho a nova rainha precisará encarar sozinha, como a visita à Deusa da Terra.

Com muito esforço e dedicação, ela torna-se digna e descobre suas próprias forças e o seu grande poder.

Além disso, conhece o amor e a confiança mútua que nasce dele.

 

Uma leitura que lhe transportará para uma terra especial, de magia, onde o impossível representa apenas um pouco mais de dedicação.

E com essa personagem você lembrará que é capaz de tudo que quiser, mas precisa acreditar e fazer acontecer.

Porque a magia está dentro de cada um de nós, apenas esperando ser despertada, para fazer do seu mundo um lugar melhor.

tbrdeagosto

 

TBR de Agosto preparada!

 

Escolhi para o mês leituras românticas e outras mais reflexivas.

Seguem as sinopses:

 

O par perfeito – Nora Roberts

Mesmo sendo conhecido como o mais durão dos irmãos, Ryder Montgomery deixa as mulheres aos seus pés quando coloca seu cinto de ferramentas. Nenhuma delas é imune a seu jeito sexy quando está no trabalho. Sem contar, é claro, Hope Beaumont, a gerente da Pousada BoonsBoro.

Ex-funcionária de um luxuoso hotel em Washington, Hope está acostumada à agitação e ao glamour, porém isso não significa que ela não aprecie os prazeres da cidade pequena. Sua vida está exatamente como ela deseja – exceto pela questão amorosa. Sua única interação com alguém do sexo oposto são as frequentes discussões com Ryder, que sempre lhe dá nos nervos. Ainda assim, qualquer um vê que há uma química inegável entre os dois.

Enquanto o dia a dia na pousada transcorre sem problemas graças aos instintos infalíveis de Hope, algumas pessoas de seu passado estão prestes a lhe fazer uma indesejável – e humilhante – visita. Mas, em vez de se afastar ao descobrir que Hope tem seus defeitos, Ryder só fica mais interessado por ela. Será que pessoas tão diferentes podem formar um par perfeito?

 

A princesa e o plebeu – Sabrina Dias

Luciana Evangeline Greymon é uma princesa incomum, segura de si e com uma personalidade forte. Presa em seu castelo pelo próprio pai sonha em conhecer o mundo fora dos grandes muros. Ao descobrir que será obrigada a casar-se por negócios, foge do palácio e encontra aquele que pode ser o amor de sua vida.

Liam não é exatamente o príncipe encantado de um conto de fadas. O camponês pode ser bem irritante às vezes. E a personalidade conflitante dos dois os deixa intrigados.

Mas, como a vida sempre guarda surpresas, alguém no castelo quer fazer mal à família real e isso deixa Luciana e todos que ela ama em perigo.

Uma história com um amor proibido, um traidor impossível e um príncipe perdido.

 

Circo Invisível – Jennifer Egan

São Francisco, 1978. Depois de perder o pai na infância e de, alguns anos depois, a irmã mais velha, Faith, ter se suicidado de um modo misterioso na Itália durante uma viagem com o namorado, Phoebe passa a maior parte de seu tempo livre vendo TV em casa com a mãe. Ela interage pouco com outros jovens e vive assombrada pelas memórias do passado, idealizando a figura de seu pai e, principalmente, a de sua irmã.

Após brigar com a mãe, e ainda obcecada com a morte de Faith mesmo após oito anos, Phoebe decide deixar tudo para trás e embarcar rumo à Europa a fim de refazer os passos da irmã. Guiando-se pelos cartões-postais aparentemente otimistas de Faith, ela tenta descobrir o que aconteceu de verdade.

 

Autobiografia – José Luís Peixoto

Na Lisboa dos anos 1990, um jovem escritor vê seu caminho se cruzar com o de José Saramago em diversas ocasiões. Desses encontros, nasce uma história em que realidade e ficção se mesclam, num engenhoso jogo de espelhos construído habilmente por José Luís Peixoto que evidencia as possibilidades que cercam o universo da metaliteratura.

 

The Kiss of Deception – Mary E. Pearson

Morrghan é um reino imerso em tradições e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?

 

Agora me contem, já leram algum desses?

Quais são as suas escolhas para agosto?

arainhadafloresta

 

O livro contará a história de uma princesa chamada Anaís, que durante a sua cerimônia de noivado, descobre que é uma bruxa e precisa fugir para a floresta para se salvar.

Só que ao se embrenhar na mata, ela descobre que ali é o seu lugar e que é esperada há muito tempo.

 

Ao começar essa jornada, a jovem começará a entender porque sempre se sentiu tão distante de tudo e de todos enquanto vivia no reino, ela estava incompleta e limitada.

Mas ao conhecer os habitantes da Floresta da Lua, ela começou a ter um sentimento de pertencimento e também descobriu sobre a maldição que uma bruxa má colocou nas suas antepassadas e que só ela pode quebrar.

 

O início da leitura flui bem, e o leitor começa a conhecer a Floresta da Lua, seus habitantes e essa jovem que está destinada a ser a Rainha da Floresta, capaz de quebrar a maldição e devolver à floresta sua magia.

Estou no início ainda, 20%, e já estou gostando porque estamos conhecendo Anaís e esse novo mundo, junto dela. Tudo é novo, diferente, e com o potencial de se tornar mágico.

 

Será que a bruxa má retornará? Mesmo depois de todo esse tempo? E será que Anaís conseguirá viver bem e encontrar o seu lugar junto desse povo, que sempre foi o dela, ainda que ela não soubesse?

Mal posso esperar para descobrir isso, e também ver se o romance surgirá…

desconcertos

 

Trechos

 

“Ela, nada me disse, apenas me permitiu fechar aquele livro sem remorso, a sua história, na esperança de que eu, um dia, pudesse contar a nossa, como faço agora, mas soube que, apesar de tudo e todos, eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios.”

 

“Vivia de imagens, gravava uma a uma em sua mente como um baú de memórias, criava suas lembranças como um roteiro de um filme, e sentia cada momento das fotos como se tudo que viu se fizesse presente a todo momento.”

 

“Ele era só mais um que abrira mão do seu sonho para sustentar o dos outros.”

 

“Ali, sentia a efemeridade do mundo em todas as suas vertentes. Os carros apressados, as pessoas desinteressadas, os espíritos cansados fingindo ser felizes em corpos cuja única função na Terra era acumular riqueza material.”

 

“[…] se ainda mantinha em sua biblioteca aquele livro que ele lhe deu na esperança de que ela se lembrasse dos dois a cada momento em que lesse sobre o amor do príncipe por sua rosa.”

 

“As pessoas que frequentavam aquela praça sabiam da importância daquela amizade que ocupava apenas trinta minutos da manhã, mas que fazia surtir efeito durante todo o dia.”

 

“Suas músicas eram, além de simples músicas, gritos de socorro que todos cantavam em coro na esperança de que alguém os ouvisse e os entendesse.”