Fala Werneck

fridakahloeascoresdavida

 

Editora: Tordesilhas

Páginas: 301.

 

Você aceitaria?

 

A vida pode ser bela, colorida, leve; mas também tem a capacidade de ser sombria, cruel e penosa.

 

Frida foi uma mulher expansiva, que desde muito jovem precisou lidar com problemas de saúde graves.

Mas ela não se deixou abalar demais, aprendeu a conviver com as dores e não aceitou aquelas limitações. Ela se adaptou, e a cada vez que a vida lhe mostrava uma face cruel, ela encontrava uma forma de expressar todas as cores que fluíam dentro dela.

 

O romance é inspirado na vida da pintora e na sua jornada impressionante.

Uma história que relata a força de uma mulher e o poder da sua arte.

Frida foi determinada, dedicada, romântica, expansiva e colorida.

 

As cores a cercavam constantemente, fosse nas roupas ou nos quadros.

Ela descobriu nesse percurso o amor e também a desilusão. E ainda que a sua relação com Diego tivesse sido muito complicada, ele a inspirou e motivou bastante.

 

Uma leitura que mostra uma mulher marcante e também a cultura do seu país.

 

Um livro que nos incentiva a aceitar os desafios da vida e tornar essa caminhada especial.

Você aceita?

 

 

meuultimodesejo

 

Edição Independente.

Páginas: 326.

 

Aproveite a vida

 

Girassol é uma jovem que vive de forma simples com a tia; perdeu a mãe, que morreu no parto e também não tem pai.

Ela trabalha em um hotel e, apesar das dificuldades, tenta encontrar coisas boas no dia a dia; dessa maneira, também tenta iluminar a vida da tia, que é uma mulher triste e amargurada por tudo que sofreu com as grandes perdas familiares.

 

Mas a vida delas muda quando um dia a Girassol vai levar o café da manhã para um hóspede simpático, o Joseph, que se transforma em um amigo.

Essa amizade transformará a vida da jovem, porque ela descobrirá que a palavra família pode ter um significado mais amplo, conhecerá o amor e entenderá que a amizade não se restringe aos limites da idade.

Uma leitura envolvente e emocionante.

 

O livro mostra como diferentes oportunidades surgem e é preciso estar receptivo a essas mudanças para que novos rumos apareçam.

A vida pode ter fases muito tristes e desanimadoras, mas é preciso seguir tentando e buscando momentos bons.

É preciso entender que as pessoas são diferentes e que algumas famílias são mais complicadas do que outras.

 

Infelizmente, as pessoas podem se tornar cruéis e manipuladoras, isso pode destruir relações; e alguns pedidos de perdão podem não ter tempo de ser feitos.

A vida pode ser interrompida antes do que se espera, ninguém sabe a sua hora.

Por isso é preciso aproveitar a vida, as companhias, os momentos.

Tornar cada dia único e importante de alguma forma.

 

Dizer o que sente, mostrar o quanto ama, porque as lembranças que ficam e podem acalentar o coração das pessoas.

‘Meu último desejo’ é especial, porque mostra que nunca é tarde para tentar, para acreditar e mudar.

 

Famílias nem sempre são de sangue, mas podem permanecer para sempre.

Sua vida pode marcar a existência de muitas outras pessoas, então brilhe e ilumine da melhor forma que puder.

Seja uma flor do sol.

 

Compre o livro na Amazon: https://amzn.to/3qLTuxV

 

bocatimidamaonervosa

 

Edição independente.

Páginas: 73.

 

O que te define?

 

“Boca tímida, mão nervosa” é um livro de poemas que te fará pensar sobre o que te define, o que importa e pelo que você luta.

 

Na sequência de poemas que representam diversos interesses amorosos, o livro mostra como o amor pode surgir com diferentes aparências e em diversificadas situações.

Os poemas que criticam os políticos do país, a corrupção e os problemas, nos fazem pensar sobre o que podemos fazer para mudar as coisas que prejudicam tantas pessoas.

Os textos mais criativos são as releituras do “Pai Nosso”, que além de criticar e expor incongruências, rogam por transformações.

 

Um livro curto, de leitura fácil, que te fará pensar sobre a importância do amor e da sensibilidade.

 

É preciso refletir sobre as diferenças que existem entre as pessoas e lembrar que isso não deve nos afastar.

E se algo no mundo que você vive é injusto e ruim, o que pode fazer para mudar isso?

Pense, reflita, tente.

 

Não é preciso viver em extremos para fazer a diferença.

E, sim, ainda há futuro para a humanidade.

adelicadeza

 

Editora: Rocco.

Páginas: 191.

 

Paradoxos

 

Viver é experimentar momentos de intensidade, leveza, dor e alegria.

Mesmo as pessoas simples podem ser complicadas, porque o convívio é algo delicado. Cada um tem sua própria visão do mundo e expressa o que sente, e o que é, de uma maneira particular.

 

O livro contará a história da Nathalie e os desafios que ela precisará enfrentar, pois a vida é cheia de surpresas.

Um livro que fala sobre amor, descoberta, luto, superação e aprendizado.

 

Nathalie encontra na sua jornada muitas pessoas diferentes, que também irão lhe mostrar um pouco sobre si mesma.

Uma mulher que aprecia as coisas simples e sente a felicidade nas coisas singelas e nos gestos sutis.

 

A vida pode ser de uma delicadeza incrível, mas também de uma intensidade cruel.

As situações e a maneira como aprendemos a encará-las podem nos ajudar ou atrasar, mas sempre será um aprendizado.

A escrita é diferenciada e os capítulos curtos criam pausas na história com reflexões muito interessantes.

 

Uma leitura diferenciada, que mostra a importância dos pequenos detalhes e gestos. E também a “urgência” de darmos o devido valor aos momentos e às pessoas que estão conosco, porque nunca sabemos quando esses caminhos irão se separar.

 

A vida não precisa ser extraordinária para ser memorável. Só depende de cada um de nós.

aoportunista

 

Editora: Faro Editorial.

Páginas: 289.

 

Escolhas devastadoras

 

As pessoas são capazes de muitas coisas na vida, sejam elas boas ou ruins.

Cada escolha irá direcionar o rumo daquela vida, e Olivia, a protagonista do livro, perceberá o quanto está prejudicando a si mesma com as escolhas que faz.

 

A história incitará reflexões sobre o significado do amor e como ele pode se tornar sombrio.

É muito fácil querer julgar e classificar as pessoas como boas ou ruins, mas o ser humano é mais complicado do que isso. Pessoas “essencialmente” boas podem fazer escolhas ruins e prejudiciais; como também as pessoas “basicamente” ruins podem fazer boas ações e escolher rumos diferentes. Porque o ser humano é um emaranhado de emoções, escolhas, situações e contatos.

 

Às vezes, uma fala amiga pode transformar tudo, enaltecendo a beleza da vida e as oportunidades promissoras.

Como também uma opinião deturpada pode gerar rumos sem volta.

 

Olivia é uma jovem sombria, que já sofreu muito na vida e decidiu se fechar para não ser mais atingida pelos sentimentos.

Mas ela percebe que isso é impossível, mesmo sem querer ela começa a sentir e se envolver. E assim surge um relacionamento complicado entre ela e o Caleb.

 

O livro envolve o leitor e angustia por trazer capítulos que se revezam entre passado e presente. Ao ver o que está acontecendo no presente, você tenta compreender o que pode ter acontecido de tão terrível no passado.

E quando a história começa a ficar mais clara, o leitor percebe que a situação é ainda mais complicada, porque as ações dos protagonistas mostram como eles se feriam enquanto amavam com tanta intensidade.

 

Este é mais um livro da Tarryn Fisher que não representa uma leitura leve, pois mostra de maneira crua o lado sombrio e confuso do ser humano.

Uma leitura que irá te envolver e fazer pensar sobre as escolhas e o que elas representam.

20210122_114305

 

Edição: Independente.

Páginas: 446.

 

Tudo está conectado

 

Universos paralelos, múltiplas dimensões, “Yamesh” irá te envolver e fazer criar diversas teorias sobre o que o Austin está vivenciando.

 

Austin é um jovem que ainda não encontrou seu lugar no mundo, segue os dias trabalhando e experimentando sensações inexplicáveis em momentos específicos.

Até que ele conhece Shay, uma mulher misteriosa e envolvente, que irá desencadear uma mudança incrível na sua vida.

E assim Austin conhece Yamesh, um lugar diferente de qualquer um que ele já tenha visto. Um lugar no qual ele é uma pessoa diferente, com habilidades úteis e desafios enormes diante dele.

 

Um livro que te faz pensar em possibilidades curiosas: seria possível viver em outras dimensões, ainda vivendo e sentindo a passagem do tempo na Terra? Seria possível viver em outros planetas?

O que aconteceria se viajássemos no tempo e pudéssemos encontrar um “eu” mais imaturo e inocente?

Uma história que “brinca” com as concepções de tempo, distância e matéria.

 

Yamesh é um mundo diferente onde as energias se mostram muito mais presentes e a oportunidade de construir um mundo melhor e mais justo é real.

E quando o leitor começa a acreditar que está compreendendo Yamesh, novos lugares e pessoas surgem e as possibilidades se expandem.

 

Uma obra que reúne elementos distópicos e fantásticos, que nos faz refletir sobre as forças energéticas que nos envolvem e a força de vontade que podemos aprender a desenvolver, algo capaz de salvar mundos.

 

Iremos descobrir o que está acontecendo junto com o Austin, e a medida que ele vai se conhecendo melhor, começamos a torcer por ele e temer o que pode acontecer se ele não estiver pronto para encarar o que lhe espera.

Mas ele encara, tenta, cai, aprende um pouco mais e segue tentando.

 

Ninguém sabe para onde a vida pode seguir e, talvez, lugares especiais estejam esperando; é preciso acreditar, viver e sentir.

Afinal, os mundos e o universo podem ser muito maiores do que imaginamos.

🙂

aunicamemoriadeflorabanks

 

Editora: Verus.

Páginas: 279.

 

Lembrar

 

As memórias nos constroem, nos salvam e nos acalentam.

Já imaginou uma vida sem memórias?

Assim é a vida da Flora, uma adolescente que não consegue criar novas memórias depois que precisou fazer uma cirurgia no cérebro quando tinha 10 anos.

 

Ela é uma adolescente um pouco infantil por não ter memória dos anos que vieram depois e as experiências que viveu.

Mas é muito determinada e inteligente, porque criou uma forma de armazenar as lembranças, que é no caderno onde sempre escreve.

Por ter uma vida tão singular, os pais vivem ao seu redor, protegendo, cuidando e até ocultando coisas.

Porém, um dia tudo muda quando ela beija um garoto e lembra do beijo e da conversa que os dois tiveram.

 

Os pais precisam viajar porque o irmão dela, que mora na França, está muito doente.

E assim a Flora começa uma aventura tentando reencontrar o garoto que se mudou para longe.

 

Uma viagem na qual ela descobrirá o quanto é capaz e como pode experimentar coisas incríveis, mesmo sendo diferente.

Ela vai aos poucos aprendendo a se adaptar e lidar com as situações inesperadas.

 

Nessa jornada ela conhecerá pessoas que lhe mostrarão a sensibilidade da amizade, viverá o encantamento por estar em um lugar tão único, e perceberá a própria força de vontade e coragem.

 

Um livro que nos inspira a aproveitar o que a vida nos apresenta, lutar pelo que queremos e curtir cada momento vivido.

joanaemauricio

 

Edição Independente.

Páginas: 140.

 

Amores confusos

 

Existem amores divertidos, intrigantes, intensos, românticos, sóbrios e elegantes.

Mas alguns são confusos.

O de Joana e Maurício é assim, um sentimento que brota da palavra escrita, cativa os dois, e acaba envolvendo outros.

 

O livro vai nos dando pistas, nas entrelinhas das cartas, do que eles estão vivendo… E então, vamos descobrindo os sentimentos que possuem; a solidão do Maurício, a vida comprometida da Joana, e também o momento em que o sentimento extravasa das páginas para o toque real.

 

As cartas são enigmáticas, porque eles falam tanto, e também ocultam muito, deixando para o destinatário (e também o leitor) desvendar o que realmente querem expressar, o que verdadeiramente lhes sufoca a alma.

O silêncio realmente grita, e quando uma resposta demora, os personagens começam a se angustiar esperando a carta e imaginando o porquê do atraso.

Muitas vezes eles comentam sobre o confessionário que as cartas representam… E, verdadeiramente, escrever permite uma expressão maior, porque o que se quer dizer, ou se precisa dizer, pode ser quase impossível “cara a cara”.

 

As palavras escritas possuem um caráter próprio de liberdade, que algumas pessoas não valorizam o suficiente.

Falar o que sente, contar em detalhes o que está passando… Pode ser muito difícil. Por isso, Joana e Maurício encontraram um refúgio um no outro; nos momentos caóticos e dolorosos, eles ainda tinham com quem conversar e se abrir.

É importante ter pessoas assim na vida, alguém com quem você pode mostrar quem é e como é.

 

Uma leitura diferente e enigmática, que mostra os vínculos que o ser humano cria e como é difícil “classificar” ou “separar” o envolvimento das pessoas, dizer que é só amizade ou outro tipo de amor. Nenhum sentimento é tão simples assim, porque o ser humano é um emaranhado de emoções.

 

outlander

 

Editora: Arqueiro.
Páginas: 750.

 

Avalanche de emoções

 

Claire é uma jovem mulher que trabalhou como enfermeira na Segunda Guerra Mundial, e agora que a guerra finalmente acabou, ela e o marido retomam a vida de casados e viajam para Inverness, onde o Frank se mostra tão interessado pelos registros históricos de seus antepassados e pelas construções que resistem ao tempo e mantêm a história viva na atualidade.

Mas mesmo Claire, que é tão descrente, começa a se envolver com essas histórias de mistérios, celebrações e situações sobrenaturais.

 

Eles presenciam escondidos uma cerimônia e pouco tempo depois o impossível acontece com ela, e no círculo de pedras ela viaja para o passado. Onde uma nova vida começa.

A Escócia que a Claire começa a conhecer é muito mais sombria do que ela poderia imaginar; aprendendo aos poucos a viver nessa antiga cultura e conviver com as pessoas que passam a fazer parte da sua vida, ela vai começando a se adaptar melhor e até gostar de muitas coisas.

 

Um livro repleto de amor, disputa, política e história.

Este livro é ambientado majoritariamente na Escócia do século XVIII, que irá falar sobre os mistérios que ninguém consegue explicar, como a viagem no tempo através do círculo de pedras; mas também falará sobre o amor e o quanto as pessoas estão dispostas a sacrificar por ele.

 

Um livro que tem a capacidade de fazer o leitor se emocionar em diversos momentos, se alegrando e também sofrendo muito com a Claire e o Jamie.

E ainda que o sofrimento seja inimaginável, a força de vontade unida ao amor é capaz de superar as épocas mais assombrosas da vida; porque um amor que surgiu do enfrentamento do próprio tempo, é muito poderoso.

 

Uma leitura grande e incrível.

bereniceacacatua

 

Viver ao máximo

 

Berenice é uma cacatua, que gostava da liberdade, mas quando foi capturada só queria que alguém a levasse para casa.

Um dia, um senhor chamado Prudêncio decidiu levá-la com ele.

E como ele tinha medo de perdê-la, decidiu que iria cortas as asas dela.

Uma história infantil repleta de musicalidade através das rimas.

 

O livro falará sobre amizade, respeito, determinação e alegria.

A amizade diferente que surge entre o Seu Prudêncio e a Berenice nos mostra como podemos aprender com os outros e até descobrir novas coisas sobre nós mesmos.

 

O Seu Prudêncio, como seu próprio nome já indica, sempre foi um homem prudente e contido; mas, ao acompanhar as aventuras da Berenice, percebe o quanto pode aproveitar e experimentar do mundo, se ousar viver novas situações e conhecer outros lugares.

A Berenice sempre foi animada e ousada, e mesmo quando estava em uma situação difícil, não desistiu e lutou para conseguir ser feliz de novo; e essa empolgação e força de vontade deram resultados e ainda permitiram que ela ajudasse um homem solitário.

 

Uma boa história para ser lida com as crianças, ajudando-as a compreender o significado da amizade, do respeito; o cuidado e a atenção que os animais merecem; além da percepção de que nossas escolhas afetam e influenciam a vida das outras pessoas, podemos ajudar muito, mas precisamos ter cuidado para não prejudicar os outros com os nossos medos.

 

A vida pode ser incrível e repleta de experiências especiais; desde que estejamos dispostos a sair da nossa zona de conforto e arriscar conhecer novas pessoas e lugares, e quando nos permitimos, podemos viver algo único, marcante, que permanecerá no nosso coração, sempre trazendo luz e refletindo amor.