Fala Werneck

omilagre

 

Trechos

 

“- Um dia você vai aprender uma coisa que não pode ser explicada pela ciência. E quando isso acontecer, sua vida vai mudar de uma maneira que você não pode sequer imaginar.”

 

“- Você descobre quem você é e o que você quer, e então percebe que as pessoas que conheceu a vida inteira não vêem as coisas da mesma maneira. E aí você preserva as lembranças maravilhosas, mas se dá conta de que precisa seguir em frente. É perfeitamente normal.”

 

“- Não, não é chata de forma alguma. É interessante. É como… quando lemos um livro novo e ao virar as páginas vivenciamos algo inesperado.”

 

“Os olhos dos dois se encontraram e sustentaram o olhar, e nesse instante ela compreendeu que a mensagem que ele estava transmitindo era um reflexo da que estava enviando.”

 

“A vida era passar o tempo juntos, era ter tempo para caminhar juntos de mãos dadas, conversando calmamente enquanto viam o sol se pôr. Isso não era nada glamouroso, mas era, em muitos aspectos, o melhor que a vida tinha a oferecer.”

 

apenasumolhar

 

Primeira frase da página 100: “- Está dizendo que ele não ligou para você?”

 

Do que se trata o livro: A vida de duas famílias vai se conectar. Primeiro, um promotor é chamado para conversar com um assassino que sempre se recusou a falar. Depois, uma mãe “recebe” uma foto estranha e o marido desaparece. A mulher começa a investigar por conta própria, só que há mais alguém interessado em acompanhar os passos do marido. Uma rede elaborada de personagens que ainda não se conectaram.

 

O que está achando até agora?

Estou gostando muito. A escrita do Coben me fascina e quando essas tramas paralelas vão surgindo, vou ficando cada vez mais interessada em saber qual é a conexão e como essas pessoas estão ligadas. Estou gostando também da forma “natural” como vamos descobrindo a personalidade dos personagens e suas motivações.

 

O que está achando da personagem principal?

Grace é uma mulher dedicada, que já passou por traumas enormes, mas conseguiu superar e construir uma família. Ela se dedica à sua arte como um reflexo dos seus anseios. E tem consciência de que o sofrimento ampliou a beleza de sua arte. Ela vai vivendo e tentando compreender melhor a maneira como as pessoas encaram a beleza e a arte. Uma personagem repleta de camadas interessantes.

 

Melhor quote até agora: “A melhor arte era aquela que ajustava a realidade a fim de mostrar o mundo do artista, o que ele enxergava ou, com mais exatidão, o que desejava que os outros enxergassem.”

 

Vai continuar lendo?

Com muita curiosidade! Quero saber se Jack está vivo, porque saiu assim e quem são essas pessoas da foto. Será que a garota da foto é a irmã do Scott? Vamos descobrir…

 

Última frase da página 100: ” O viva-voz emitiu um som agudo e de lá saiu uma pergunta:”

 

tbrdedezembro

 

Dezembro finalmente chegou!

E a tbr do último mês do ano já está prontinha!

Confira as sinopses.

 

Uma noite com Marilyn Monroe – Lucy Holliday

Os últimos meses passaram como um furacão pela vida de Libby Lomax. Depois das confusões em que a atriz não tão bem-sucedida se meteu com a ajuda da diva Audrey Hepburn, agora Libby não só está namorando o cara mais gato do planeta, mas também parece ter encontrado uma alternativa profissional melhor que a anterior. É incrível como a vida pode melhorar!

 

A cinco passos de você – Rachel Lippincott

– A fribrose cística não vai roubar mais nada de mim. De agora em diante, eu sou a lara.

Ela faz uma pausa, olhando diretamente para a câmera. Olhando direto para mim. Fico ali, atônito, e dou um pulo quando ouço três batidas na porta.

Abro e lá está ela. Ao vivo. Stella.

Ela segura o taco na horizontal, me desafiando:

– Cinco passos de distância. Você topa?

 

As sete mortes de Evelyn Hardcastle – Stuart Turton

Dia após dia, um homem acorda em meio aos preparativos de uma festa em honra a Evelyn Hardcastle na Mansão Blackheath. Dia após dia, em um corpo distinto. Cada hospedeiro é uma nova chance de descobrir o culpado pela morte da estrela da festa, que se desvela durante o luxuoso baile de máscaras. Além da confusão da viagem do tempo, os segredos transbordam, e nenhum movimento é simples, pois as regras do jogo não estão claras – e reviravoltas acontecem a todo momento.

 

Aconteceu naquele verão – Doze histórias de amor – Diversos autores

Talvez sejam os dias, que ficam mais longos e preguiçosos; ou talvez seja o calor, que deixa as pessoas mais eufóricas. uma coisa é certa: o verão é a estação perfeita para se apaixonar… e Aconteceu naquele verão é o livro perfeito para quem adora histórias de amor. Nestes doze contos, que vão do romance ensolarado aos mais surpreendentes toques de mistério, estranheza e sobrenatural, você vai se encantar pelos personagens e torcer para que todos tenham seu final feliz.

amelhorcoisaquenuncaaconteceunaminhavida

 

Trechos

 

“- Aproveite cada chance que tiver na vida – conclui o senhor Henderson, ficando em pé. – Algumas coisas só acontecem uma vez.”

 

“- Acredito que todo mundo deve fazer certas coisas, seguir um caminho. Se é destino ou não, não sei. Acho que é só um conceito que as pessoas usam para dar significado às coisas.”

 

“Como pode tanta coisa ter mudado, e mesmo assim aqui estamos nós e tudo parece como sempre foi?”

 

“Vou direto ao assunto? Ou será necessário um prólogo, alguns capítulos, um lento desenrolar antes que a narrativa acelere e eu fale para ela o que tenho esperado para dizer desde o início?”

 

“Irei onde o meu humor me levar, e ficarei o tempo que quiser, e partirei quando estiver pronta para algo novo.”

 

 

vilao

 

A complexidade do bem e do mal

 

Bem e mal, dois lados opostos, antagonistas e completamente diferentes. Mas será que a linha que os separa é facilmente encontrada mesmo?

 

Victor e Eli são dois amigos universitários, com seus próprios problemas pessoais e familiares, que decidem investigar a existência de pessoas ExtraOrdinárias, pessoas que possuem poderes sobre-humanos.

A pesquisa avança, a teoria vai se transformando em prática e os amigos se tornam inimigos, antagonistas.

Cada um possui sua própria visão de mundo e justificativas; com seus próprios olhares egoístas do mundo, não é possível classificá-los como bons.

Dois lados compostos por vilões, será que não existe o bem nessa história? Ou até mesmo neles?

 

Um livro que fará o leitor refletir sobre isso e perceber que esses conceitos são mais complexos do que se pode imaginar.

O ser humano é intrigante e repleto de nuances, como está retratado nos personagens. Nenhum deles é essencialmente bom ou mau, os dois possuem ambos; em certos momentos, tendendo mais para um lado do que para o outro.

Por isso, julgar alguém é um ato muito complicado. As definições de bem e mal são cristalinas, mas como o ser humano convive interna e externamente com ambos todos os dias, julgar é delicado.

 

Construímos nossas certezas, lutando e fazendo escolhas a todo momento; alguns sentimentos e certas compreensões de moralidade podem ser aprendidas, e ainda assim, as coisas se resumem às escolhas que fazemos.

A cada escolha que fazemos, geramos algo bom ou ruim, estamos construindo parte do mundo que habitamos.

Por isso, precisamos ter consciência e discernimento para lidar com as escolhas e com a constatação de que esses antagonistas eternos coexistem dentro de cada um de nós.

tetoparadois

* A página 100 deste livro está em branco, então respondi com a próxima com o início do próximo capítulo.

 

Primeira frase da página 103: “Ainda está claro  quando chego em casa.”

 

Do que se trata o livro: Duas pessoas começam a compartilhar um apartamento por questões financeiras, só que existem duas coisas peculiares: eles dividem a cama e nunca se encontraram, porque como trabalham em horários opostos, nunca estão em casa ao mesmo tempo.

 

O que está achando até agora?

Uma história bonita e adorável; a comunicação e a construção da amizade entre eles por meio dos post-its é muito graciosa. A escrita exige entrega, independente da sua forma, é um ato romântico. E acho que é isso que estão construindo, ainda que não saibam.

 

O que está achando do personagem principal?

Os capítulos são intercalados pelos pontos de vista da Tiffy e do Leon. Ele é um homem atencioso, preocupado com as pessoas e dedicado com o seu trabalho. Ela é uma mulher ferida pelo fim problemático de um relacionamento, que gosta do seu trabalho, mas tem consciência que poderia ganhar mais; no entanto, ela se envolve com os projetos do trabalho, é dedicada aos autores que promove e é uma boa amiga, que gosta de cozinhar quando não está muito bem. Eles são duas pessoas atenciosas, amigas e adoráveis! Têm uma vida com problemas (como todo mundo), mas ainda assim tentam tornar o dia dos outros mais agradável.

 

Melhor quote até agora: “Eu: Ser legal é uma coisa boa. A gente pode ser forte e legal. Não precisa ser uma coisa de cada vez.”

 

Vai continuar lendo?

Com muita alegria! Quero acompanhar essa aproximação cada vez maior da Tiffy e do Leon, e ver o que irá rolar. E afinal, quando eles vão se encontrar? Eles precisam se ver… Meses já se passaram…

 

Última frase da página 103: “Eu já cheguei lá bêbado – a gente tinha vindo de um esquenta na casa de um amigo.”

 

 

opoetaeoguardachuva

 

Trechos

 

” Nunca sonhou em ser poeta, apenas deixou que acontecesse quando viu que havia perdido o amor de sua vida.”

 

” A vida é apenas um rito de passagem, uns vêm e passam despercebidos, outros fazem estardalhaço e garantem um lugar na posteridade.”

 

” É inaceitável. Mas quem disse que o ser humano liga para o que é certo ou errado? A ideia principal é: não é errado se te convém. Idiotas!”

 

” Isso fazia dele um guarda-chuva para os que o cercavam, pois sabiam que ele estaria ali em qualquer tempestade, mas o que os amigos ou qualquer outra pessoa que o rodeasse não sabiam era que ele, o protetor, estava desprotegido.”

 

“UM NOVO ANO CHEGOU. Uma nova era batendo em nossas portas sem esperar que a deixássemos entrar, apenas batendo para alertar que não temos controle sobre nada nessa breve passagem por esse planeta repleto de poeira estelar que se junta e forma essa matéria da qual vivemos dia após dia. Nós somos poeira estelar.”

 

“NÃO SABER O QUE QUER SER é literalmente uma droga que corrói o ser humano sem piedade até vê-lo definhar sem esperanças e sem nenhuma perspectiva de melhora.”

 

“Vincent estava ocupado demais para ser tempestade.

Preferiu então ser guarda-chuva.”

 

“Ele ainda não havia encontrado forças para escrever uma poesia sequer sobre ela, até que em uma tarde fria de outono, o vento soprou as palavras em seu ouvido e deu um pouco de paz àquele coração tão hostilizado nos últimos tempos.”

 

“Julga o homem as leis dos homens,

E o céu, quem é seu,

Por aqui a terra come

Quem não a obedeceu.”

 

“Eu um dia achei que ganharia essa guerra, mas percebi que em qualquer guerra não há um vencedor, há apenas aqueles que perdem coisas de diferente importância.”

 

“Quem vive de razão é uma pessoa fria, quem vive de emoção é inconsequente, mas, no fundo, quase ninguém sabe realmente o que é viver de fato, e os poucos que sabem, não contam. Vivem.”

 

tagliterariainversageekfreak

 

Hoje vim fazer a Tag Inversa, criada pelo Victor e, como ele, pedi para a minha mãe escolher 5 livros aleatórios na minha estante. (Para entender melhor, assista ao vídeo dele.)

 

1- A leitura atual do Clube do Livro FLIEntrelinhas.

Teto para dois – Beth O’Leary

 

2- Um livro que você ainda não leu no idioma original.

Harry Potter and the Philosopher’s Stone – J. K. Rowling

 

3- Um livro que você comprou pela autora.

Mordida – Meg Cabot

 

4- Um livro que você comprou na promoção.

Um lugar para mim – Melissa de La Cruz

 

5- Um livro que você comprou por impulso.

F*ck Love – Tarryn Fisher

 

Agora, se você quiser, pode responder a Tag que eu criei, a do Victor, ou criar a sua!

Depois me conta quais foram as suas escolhas!

🙂

 

vilao

 

Primeira frase da página 100: ” O próprio Victor nunca chegara de fato a ter um encontro com Angie, ruim ou não, a não ser que fossem levados em conta os lanches que faziam depois que um resgatava o outro – e, por sinal, Victor levava em conta, sim.”

 

Do que se trata o livro: Conta a história de dois amigos de faculdade, muito inteligentes e ambiciosos que decidem investigar temas como adrenalina e pessoas ExtraOrdinárias, que são pessoas com poderes. Eles querem descobrir se elas existem e como são criadas.

 

O que está achando até agora?

Estou achando a história muito envolvente e curiosa, especialmente pela alteração de capítulos ambientados no presente e no passado.

 

O que está achando do personagem principal?

O Victor é um jovem inteligente, dedicado, criativo, mas também um pouco solitário. A relação dele com os pais não é boa, e ele tem um hobby que demonstra o desprezo que ele tem pelo trabalho dos pais. Além disso, mesmo sendo uma pessoa “meio desconfiada”, se torna grande amigo de Eli e a maneira como ele age com essa amizade, também revela um pouco de sua personalidade.

 

Melhor quote até agora: “- É preciso encontrar tempo para aquilo que importa – recitou ele -, para as coisas que o definem: suas paixões, sua evolução, sua caneta. Pegue sua caneta e escreva sua própria história.”

 

Vai continuar lendo?

Sim! Preciso descobrir o que aconteceu há 10 anos, como será esse reencontro entre o Victor e o Eli… E afinal, cadê a Angie? E quem é a Serena? Será que o namorado dela é o Eli? Além de todas as questões que envolvem o bem e o mal, e aonde esses personagens se encaixam melhor…

 

Última frase da página 100: “Victor fechou os olhos e pediu a Angie que dirigisse até o laboratório de engenharia.”

 

umanovachanceparaosrdoubler

 

Envelhecer

 

Envelhecer e renovar são processos que fazem parte da natureza. Mas para o ser humano, envelhecer é algo delicado.

É difícil pensar verdadeiramente no que significa envelhecer: perceber que seu corpo não responde mais como se gostaria, começar a perder pessoas que faziam parte da sua rotina, ficar com a mente confusa em alguns momentos e não entender porquê parece que as pessoas mais novas querem te descartar, sentir que não tem mais utilidade. Há tantos pontos negativos, que as coisas boas podem acabar sendo reprimidas.

 

‘Uma nova chance para o Sr. Doubler’ tratará exatamente disso: um senhor que reprimiu o lado bom da vida e do convívio com as pessoas, depois que sua esposa partiu. Desde então, ele vive recluso em sua fazenda, recebendo, durante a semana, apenas a visita da diarista; e uma vez ao mês, no 1º domingo, a visita dos filhos e dos netos.

Doubler é um senhor que escolheu e acolheu a solidão, ele evita as pessoas há mais de 20 anos por temer decepcionar e ser decepcionado, mas quando a sra. Millwood, a diarista, adoece, ele precisa enfrentar esse medo e encarar o “mundo real”, pela primeira vez em décadas.

E é tocante ver essa jornada, acompanhar esse senhor de idade que precisa reaprender a conviver com as pessoas, mas que tem algo que falta às pessoas de hoje em dia: a capacidade de ouvir.

 

Ele sempre teve longas conversas diariamente com a sra. Millwood, então aprendeu com o tempo a ouvir e a tentar analisar as situações por diferentes pontos de vista, como ela o incentivava a fazer.

Por isso, ao começar a conviver com as pessoas da cidade, especialmente os casos “perdidos”, como da senhora que tentava roubar o jumento do abrigo de animais, ele consegue descobrir mais do que todas as outras pessoas, simplesmente porque tentou fazer perguntas diferentes e realmente ouvir o que a confusa senhora tinha a dizer.

 

O livro mostra a importância da atenção, da capacidade de ouvir e também de entender que, mesmo com limitações, as pessoas mais velhas merecem oportunidades e novas chances de encontrar alegria, paz e serenidade.

Muitos dos amargurados estão apenas solitários e com um pouco de atenção (e uma xícara de chá) se revelam grandes contadores de histórias, com uma sabedoria singular e até um pouco de afeto para dar.