Fala Werneck

odemonionacidadebranca

 

Trechos

 

“Debaixo do sangue coagulado, da fumaça e da greda, este livro trata da brevidade da vida e das razões que levam alguns homens a preencher o breve pedaço de tempo que lhes é alocado correndo atrás do impossível, e outros, produzindo tristeza.”

 

“Não faça planos pequenos; eles não têm mágica para fazer pulsar o sangue dos homens.”

 

“Na verdade, pelas próximas décadas, alienistas e sucessores seriam pressionados a descrever com exatidão o que havia em homens como Holmes que os fazia parecer afetuosos e insinuantes, mas ao mesmo tempo emitir uma vaga impressão de que lhes faltava um importante elemento de humanidade.”

 

“Entre as fileiras havia um carpinteiro e marceneiro chamado Elias Disney, que nos anos seguintes contaria muitas histórias sobre a construção do mágico reino à beira do lago. O filho Walt registraria tudo.”

 

“Nem todo o tempo e todas as preocupações do mundo bastam para fazer uma coisa direito, mas um segundo é suficiente para que se mande fazer errado.”

 

“Se o anoitecer na feira era sedutor, a noite, propriamente, era arrebatadora.”

 

“O problema é que Ferris e Gronau tinham trabalhado bem demais. O design era tão elegante, tão hábil em explorar a força de finos fios de aço, que a roda parecia incapaz de suportar as pressões exercidas sobre ela. Talvez fosse segura, mas não parecia.”

 

“A exposição era o grande orgulho de Chicago. Graças principalmente a Daniel Burnham, a cidade tinha demonstrado que era capaz de realizar algo maravilhoso, enfrentando obstáculos que, por qualquer critério, deveriam ter amedrontado os construtores.”

 

“A feira era tão perfeita, e sua graça e beleza eram como uma garantia de que, enquanto ela durasse, nada ruim de verdade poderia acontecer a ninguém, em parte alguma.”

 

“Para ele a exposição fora uma luz brilhante que por um momento dissipou as sombras acumuladas em sua vida.”

 

“‘Sob as estrelas estendia-se o lago, escuro e sombrio’, escreveu Stead, ‘porém as margens cintilavam e fulguravam em esplendor dourado a cidade de marfim, bela como um sonho de poeta, silenciosa como a cidade dos mortos.'”

 

 “Estar quebrado não me perturbava nem um pouco. Eu tinha começado do nada e, se agora não tinha nada, ao menos estava quite. Na verdade, melhor do que quite: eu tinha me divertido muito.”

 

Comentários (0)