Fala Werneck

aindanaotedissenada

 

O livro já começa com uma linda carta de amor, que foi escrita por Júlia, uma mulher que trabalha alegrando e consolando os dias de muitos com cartas (que não foram escritas pelo nome que assina).

Um trabalho diferente, emotivo, singelo.

 

A outra personagem é a Marina, uma jovem apaixonada por moda, que abre mão do negócio da família no interior para tentar realizar seu sonho na capital.

 

A vida delas se conecta por acaso.

Onde será que as cartas as levarão?

 

Nós fazemos muitos planos na vida, e alguns não acontecem nem remotamente parecidos com o que esperávamos. Mas a vida é assim, repleta de incertezas e de novas oportunidades.

 

Será que Marina conseguirá realizar seu sonho? Será que ela tem consciência de tudo que já conquistou?

E Júlia? Será que ela tem algum problema? Será ela também uma pessoa solitária, como todas aquelas para as quais ela escreve cartas?

 

Tanta coisa para descobrir, e o Maurício ainda não disse quase nada.

Comentários (0)