Fala Werneck

Fotor_151545011087568

O ano de 2017 não teve a quantidade de leituras que eu esperava, mas diversas mudanças na minha vida durante o ano colaboraram com isso. No entanto, mesmo sem conseguir cumprir a meta de leituras que estipulei no início do ano de 2017 consegui fazer algumas boas leituras, algumas incríveis e memoráveis (e outras nem tanto).

 

Hoje vim falar das 7 melhores leituras que fiz no ano passado, não estão por ordem de preferência, apenas por ordem de leitura no decorrer do ano.

 

Boa Noite

Boa Noite é o primeiro romance da escritora e youtuber Pam Gonçalves, e o livro é ótimo. Ela tem uma escrita leve e conseguiu falar sobre assuntos sérios, graves, que todo mundo que já passou pela faculdade já ‘ouviu falar’ sobre alguma situação do tipo. E a solução para o problema foi realista e possível. É uma leitura que nos faz refletir sobre as dificuldades e situações complicadas nas quais as pessoas podem se envolver por causa de gente inconsequente e maldosa. A leitura vale muito! 🙂

 

Anexos 

Anexos foi o primeiro romance da Rainbow Rowell que eu li, e me apaixonei pela escrita dela! É muito divertida, com uma narrativa repleta de situações cômicas e fofas, algo que eu adoro! O livro tem algumas situações bem improváveis, mas possivelmente realistas. Eu adoro livros que nos deixam leve e feliz com a leitura, e esse é um deles.

 

Por que fazemos o que fazemos?

Esse livro do Cortella é impactante. A leitura é bem reflexiva e construtiva. O autor tem uma linguagem simples, mas em alguns momentos rebuscada, e constrói questionamentos que nos fazem refletir sobre a vida, sobre o mundo, e sobre o modo como estamos lidando com tudo que nos cerca. Ele questiona de forma objetiva muitas nuances que pertencem a vida de quase todo mundo e o motivo que nos leva a agir assim. Percebemos até que ponto somos movidos pelas nossas crenças, pelas nossas vontades, e pelo que a sociedade espera de cada um. É uma leitura memorável que deve ser visitada regularmente.

 

A Bela e a Fera

A Bela e a Fera dispensa comentários. O filme marcou minha infância e esse livro trouxe uma nova magia para essa história tão antiga. É lindo, fofo, é A Bela e a Fera, não precisa dizer mais nada. *-*

 

Planeta dos Macacos

O livro me surpreendeu muito. Essa leitura fez parte do meu grupo de leitura, e inicialmente não acreditava muito que seria algo tão marcante. Mas no decorrer do livro, fui me envolvendo cada vez mais e quando acabou eu estava absolutamente impressionada! Ele é intenso, impressionante, inimaginável! Quando terminou eu queria mais, eu queria uma continuação para aquela história…

 

Auggie e Eu

Auggie e Eu é contado por alguns amigos e colegas do Auggie, e mais uma vez estamos em contato com uma leitura profunda que é transmitida através do olhar de uma criança (várias, na verdade). Mostrando os amigos mais próximos do Auggie e um dos meninos que fazia bullying com ele é possível notar como os pais, os responsáveis, e os adultos que cercam as crianças influenciam a vida delas, e o modo que elas percebem o mundo ao redor e as pessoas que as cercam. Crianças são muito perceptivas, assimilam e repetem muitos comportamentos que observam nos adultos. É muito importante discutir sobre isso e refletir sobre a maneira como nós, adultos, influenciamos as crianças com as quais temos contato. Analisando também, como podemos auxiliar para amenizar e suprimir comportamentos prejudiciais para todos.

 

Novembro 9

Novembro 9 é mais um livro com uma situação trágica da Colleen Hoover. O livro é marcante, trazendo jovens que são marcados e assombrados por coisas que aconteceram no passado. O romance mais uma vez está presente e envolve um grande drama, que parece inimaginável, imperdoável, improvável. É mais um livro da Colleen que vai permanecer comigo. 🙂

 

Então gente, essas foram as minhas melhores leituras de 2017. Espero que vocês gostem, e que aproveitem essas leituras também!

Comentários (0)