Fala Werneck

aultimaviagemdolusitania

O valor da vida é inestimável

 

Quando a humanidade irá perceber que a vida não é algo que deve ser considerado com descaso?

Erik escreve de maneira incrivelmente fluida, esse livro de não ficção levará o leitor a sentir um pouco da vida da Nova York durante a Primeira Guerra Mundial. Um lugar onde as pessoas já estavam acostumadas à crueldade humana, os jornais eram cheios de notícias de assassinatos…

A Primeira Guerra Mundial foi marcada pelo uso de submarinos para afundar e destruir navios, a Alemanha desenvolveu um método frio de analisar quais navios deveriam ser atacados ou não; mas a realidade mostrou que, no fim das contas, dependia basicamente dos capitães tomar essa decisão, e num lugar onde os capitães que afundassem a maior quantidade em tonelagem de navios seria “aplaudido”, eles começaram a de forma desumana atacar qualquer navio inimigo ou neutro.

O Lusitania era um navio incrivelmente grande e luxuoso, representava grande poderio e riqueza. E era neutro.

Um capitão de submarino surpreendentemente impiedoso, uma rota problemática, mensagens que não foram enviadas e outras que chegaram truncadas levaram a um desastre épico.

Mais de mil vidas foram perdidas, muitas crianças, muitos bebês.

Através dos fatos podemos perceber como as pessoas podem ser frias e calculistas, como aqueles que detém o poder podem avaliar as possibilidades e deixar de proteger civis em troca de segredos de estado. O poder é algo perigoso para aqueles que não sabem lidar e para os que perdem a noção da responsabilidade que adquirem quando o possuem.

As nações que estavam em guerra estavam sendo afetadas e destruídas por batalhas sem fim, que a cada dia aconteciam com “novidades bélicas” mais hediondas: gases que matavam muitos; submarinos que destruíam a distância e depois seguiam viagem, sem nunca ouvir o grito dos inocentes.

Lendo livros assim, nos perguntamos o que motiva esse tipo de ação por parte dos seres humanos; talvez não suportem a possibilidade de estarem errados, ou então se achem melhores do que os outros, quem sabe até não pensam que estão apenas adquirindo o que lhes pertence por direito?

Não sei o que pode ter motivado todos eles, e nem mesmo o que motiva as pessoas que iniciam as guerras na atualidade, mas o que é possível sentir através das palavras é parte do sofrimento das pessoas que são pegas desprevenidas no meio desse tipo de situação. Pessoas como as que estavam a bordo do Lusitania que acreditavam que navios ingleses fariam a escolta pela costa “problemática” até o porto, algo que não aconteceu. Pessoas que viram suas famílias serem destruídas, pessoas que viram seus filhos desaparecem, e tantas outras que precisaram depois identificar os corpos quando chegavam à terra firme.

É triste pensar em algo assim, e mais triste ainda perceber quantos desastres aconteceram, por frieza humana, por falta de ajuda, por força bélica.

A Primeira Guerra Mundial aconteceu, foi cruel, países que estavam neutros inicialmente acabaram entrando na guerra depois. Muitas vidas foram tomadas… E mesmo assim, depois ainda veio uma Segunda Guerra Mundial, mais atroz ainda.

O ser humano ainda precisa aprender a valorizar a vida e respeitá-la.

Respeitar quem é igual e quem é diferente, aprender a conviver.

 

seteminutosdepoisdameianoite

Trechos

 

“- Histórias são o que há de mais selvagem – disse o monstro com um estrondo. – Histórias perseguem, mordem e caçam.

 

“A sensação do pesadelo se apossando dele, transformando tudo ao seu redor em escuridão, fazendo tudo parecer pesado e impossível, como se lhe pedissem que erguesse uma montanha com as próprias mãos e não o deixassem ir embora antes que o fizesse.”

 

– Histórias são criaturas selvagens – afirmou o monstro. –  Quando você as solta, quem sabe o que podem causar?”

 

” – Nem sempre há um mocinho. Nem sempre há um bandido. A maioria das pessoas fica no meio-termo.”

 

“As histórias eram animais selvagens e iam em direções inesperadas.”

 

” – Histórias são importantes – disse o monstro. – Elas podem ser mais importantes do que tudo. Se forem sinceras.”

 

” – Você só queria que a dor terminasse – disse o monstro. – Sua própria dor. Que seu isolamento acabasse. É um desejo muito humano.”

 

Sua mente vai acreditar em mentiras agradáveis e ao mesmo tempo vai reconhecer as verdades dolorosas que tornam essas mentiras necessárias. E sua mente vai puni-lo por acreditar nas duas coisas.”

 

” – Você não escreve sua vida com palavras – explicou o monstro. – Você escreve com ações. O que você pensa não é tão importante. Só é importante o que você faz.”

 

todootempodomundo

 

O livro já começa mostrando romance e muito drama.

Vitor e Amanda, um amor adolescente não vivido graças à partida repentina dela.

 

Quantas famílias se movem ao redor do mundo por causa do trabalho dos pais?

Quantas coisas deixamos de dizer e depois notamos que o momento passou?

 

Será que Amanda um dia se sentirá em casa? Diante de tantas mudanças, lugares e pessoas que passam voando pelas estradas da vida.

 

Todo o tempo do mundo, será que haverá esse tempo?

Será que o amor tem esse tempo?

 

Espero que sim, porque amores sinceros e profundos merecem ser vividos.

Mal posso esperar para continuar esse livro que promete muitas emoções!

leiturasnovembro

 

Hoje vim comentar algumas leituras que fiz em novembro.

Amanhã eu paro! – Gilles Legardinier
Este é o primeiro romance francês que li. A história fala sobre uma jovem mulher que decide fazer as mais diversas loucuras por causa da obsessão que tem por seu novo vizinho. O livro conta com alguns momentos engraçados, e várias amigas loucas.

Existo, existo, existo – Maggie O’Farrell
Um livro de memórias incrível. Que mostra os perigos que nos cercam e pelos quais muitas vezes escapamos, e principalmente nos mostra o valor e a importância da vida. Viver é uma benção. Alguns têm mais oportunidades do que outros, mas nem por isso são menos ou mais merecedores. Devemos ser gratos por cada momento a mais que recebemos, e a tudo que podemos conhecer.

A última viagem do Lusitania – Erik Larson
Um livro de nao ficcao assustadoramente incrível. O autor narra com maestria e fluidez a última viagem do navio Lusitania, durante a primeira guerra mundial. Demonstrando muita seriedade e pesquisa, acompanhamos a trajetória que marcou essa viagem fatídica. O desenrolar da guerra com o uso de submarinos para afundar navios, acompanhamos os serviços de espionagem, a frieza de alguns capitães e as jogadas políticas que sempre colocam em risco a vida de muitos.
Este livro mostra um pouco da realidade americana e britânica da época, além de nos permitir conhecer alguns fatos e detalhes sobre a vida de muitas passageiros que estavam naquele navio. Alguns famosos, muitas famílias, e o número de crianças naquela viagem específica era enorme.
É triste ler o relato sobre algo que representa um ato de guerra tão cruel e frio. Os seres humanos não vêem limite para tentar alcançar o poder, e uma das coisas que achei mais terrível: o capitão do submarino que atacou e afundou o navio Lusitania, matando mais de 1000 pessoas, foi parabenizado pela ação. Por destruir um navio que simbolizava tanto poder e riqueza. A crueldade humana não tem limites e o sofrimento é grande na vida de muitos.

A felicidade mora na gratidão – Beatriz Cortes
Um livro que fala sobre a importância de percebermos e valorizarmos a gratidão. Ser grato por tudo q temos é importante para q possamos melhorar e alcançar algo melhor.
Precisamos ser gratos pelas coisas boas da nossa vida, mas também devemos aprender a valorizar o poder transformador da dor e das dificuldades.
Esse livro mostra que precisamos ser gratos por todas as experiências que passamos na vida, pois elas que nos constroem.

Faz parte do meu show – Robson Pinheiro
Faz parte do meu show é um livro espírita impressionante, que através de parte da trajetória de um músico, narra a importância da vida, das nossas ações, dos nossos pensamentos e das consequências de tudo isso. Invariavelmente colheremos tudo que plantamos, por isso é fundamental estar atento ao q se faz, ao modo como se age e ao que se pensa.
Falando sobre experiências, visitas e momentos determinados podemos perceber que a nossa energia é nossa responsabilidade, precisamos buscar e manter boas energias para assim conseguir atrair coisas boas ao nosso redor.
O livro mostra a grande importância que a arte tem, em suas diferentes formas de expressão: seja através da música, da poesia, da pintura; todas essas artes representam maneiras de se poder evoluir, aprender, melhorar.

O universo conspira amor – Vários Autores
Este é um adorável livro de contos, que falam de amor, sorte, inspiração, motivação, e muitas outras coisas. Alguns mostram o amor romântico, outros mostram o amor amigo, e outros vão além. Uma boa escolha de leitura.

maratonanatallit

 

Descobri a Maratona Natal Lit no Instagram @mundo_dos_livros_s2, que junto com outras duas pessoas criou essa maratona cheia de desafios que resolvi participar!

 

Serão 8 desafios:

 

1- Um livro com menos de 200 páginas

2- Um livro com mais de 400 páginas

3- Uma continuação de série

4- Um livro para sair da zona de conforto

5- Um livro com leitura temática de natal

6- Uma HQ

7- Um livro adaptado para cinema ou TV

Extra – Um livro encalhado da estante

 

Confira as minhas escolhas e as sinopses:

 

1- A delicadeza – David Foenkinos

Poucos dias depois, ele morreu.

Nathalie estava em outro mundo, levada por tranquilizantes. Não parava de pensar naquele último contato.

Tudo demasiadamente absurdo. Como é possível que tal felicidade desaparecesse assim, sem mais nem menos?

 

2- Origem – Dan Brown

Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete abalar os alicerces de todas as religiões e mudar para sempre a face da ciência.

O anfitrião é o futurólogo e bilionário Edmond Kirsch, que se tornou conhecido por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. O brilhante ex-aluno de Langdon está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento, algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana:

De onde viemos? Para onde vamos?

 

3- Desastre no casamento real – Meg Cabot

Prepare o vestido de baile! Você foi convidado para um casamento real genoviano!

O castelo está tomado por convidados, fornecedores e membros mais distantes da família real. Para um evento tão cuidadosamente planejado, parece que muitas coisas estão dando errado.

Com tantas coisas acontecendo, será que a jovem princesa conseguirá impedir que o casamento real se transforme em um desastre real?

 

4- Southernmost Rumo ao Sul – Silas House

Até onde seu amor pode ir?

Após uma enchente que leva consigo a maior parte de uma cidadezinha do sul dos Estados Unidos, o pastor Asher Sharp oferece seu telhado a um casal homossexual. As respostas ao ato de solidariedade, entretanto, mudam sua visão de vida – e o que vem depois pode fazê-lo colocar tudo a perder: sua esposa, presa no preconceito religioso; sua congregação, que o expulsa após um sermão sobre tolerância; e seu filho, Justin, preso no meio de uma batalha por sua custódia.

 

5- Dom de Natal

Existe uma época especial em que o brilho do amor se torna mais intenso… Sonhos se transformam em realidade… E a esperança renasce em nossos corações…

De volta, no Natal

Após 10 anos longe de sua cidade, o jornalista Jason Law retorna a New Hampshire sob a égide do filho pródigo Premiado pelas reportagens realizadas em diversos países, Jason agora só pensa em uma coisa: reencontrar Faith Kirkpatrick, seu primeiro amor… e sua primeira decepção… Mãe de uma linda menina, Faith dedica seu tempo a criar a filha e administrar sua loja de bonecas. Talvez ela não tenha mais tempo para Jason… a não ser que, inspirada pelo espírito natalino, crie coragem para realizar seu maior desejo.

Nosso pedido de Natal

Os gêmeos idênticos Zeke e Zach tinham apenas um pedido para Papai Noel: uma nova mãe! Ao conhecerem a professora de música da escola, mal podem acreditar em tamanha sorte. A srta. Davis é uma verdadeira mãe sob medida! Por outro lado, convencer o pai deles seria muito mais difícil do que imaginavam. Havia muito que Mac Taylor estava fechado para o amor.

 

6- Fullmetal Alchemist – Hiromu Arakawa

Edward e Alphonse Elric são jovens alquimistas que estão em busca da lendária Pedra Filosofal para recuperarem seus corpos.

Ouvindo rumores sobre ela, os irmãos Elric vão para uma cidade profundamente devota ao seu Deus e àquele que divulga sua fé, o Pai Cornello. Ese religioso tem praticado atos milagrosos que mais se parecem com transmutações alquímicas, e investigando a origem de tais milagres eles conhecem Rose, uma garota que busca na religião a esperança de rever seu amado.

 

7- Sete minutos depois da meia-noite – Patrick Ness

O monstro está chamando por Conor. Ele quer a coisa mais perigosa de todas:

A verdade.

 

8- Entrega especial – Danielle Steel

Jack Watson era dono de uma das melhores butiques de Beverly Hills. Com dois filhos já criados, fazia o gênero do típico endinheirado que podia escolher entre as mulheres mais lindas de Hollywood. E era assim que Amanda Robbins o via – um playboy incorrigível.

 

 

 

amanhaeuparo

Trechos

 

“Talvez fosse melhor comemorar nossos fracassos… Nada de pódio, nada de falsa glória, apenas a felicidade de estarmos vivos, lado a lado.”

 

“Achamos que conhecemos o ambiente que nos acerca, mas às vezes basta que um detalhe mude, e você nem desconfia que sua vida inteira vai mudar.”

 

“As pessoas ficam bonitas quando fazem o que gostam.”

 

“Desde então, carrego um sentimento de urgência, um temo silencioso, o medo de que cada até logo possa ser um adeus.”

 

“Conhecemos pessoas que não são propriamente amigas, mas de quem mesmo assim gostamos um pouco e consideramos próximas, só que não param de nos apunhalar pelas costas.”

 

“Aquilo que vale a pena ser vivido obrigatoriamente nos põe em perigo.”

 

“A inteligência, sem dúvida, é um fator importante, assim como a educação e o lado físico, mas o fator mais determinante numa pessoa é aquilo que ela decide livremente fazer ou contar.”

 

“Se formos sinceros, não gostamos das pessoas nem das coisas por legalidade ou por lógica. Exite algo além. Um sentimento irracional que só se mede realmente num dia como hoje.”

 

“Sei que as coisas raramente são como deveriam ser, mas acredito, bem lá do fundo da minha alma, que todos nós provavelmente conseguiremos sobreviver a esta vida cruel.”

 

Fotor_154323484408586

 

Escócia, 10 de novembro de 1743

 

Geillis,

 

Sinto tanto pelo que aconteceu e também por não ter descoberto antes o mundo que tínhamos em comum.

Por quantos meses vivi em meio a esses costumes estranhos, sem imaginar que alguém que poderia me compreender completamente estava tão perto e eu não fazia ideia…

Será que um dia descobrirei mais sobre você?

Qual será que era a sua vida “no futuro”?

Fico imensamente triste pelo seu sofrimento por Dougal e pela criança.

Gostaria de lhe falar dos sentimentos contraditórios que tenho. Qual será a escolha certa? O amor que eu descobri aqui no passado ou aquele que eu involuntariamente deixei para trás no futuro?

Jamais poderia imaginar que me apegaria dessa maneira à essa vida complicada, sofrida e brutal do século XVIII…

Os costumes são cruéis e as crenças bem fantasiosas. Mas quem sou eu para julgar? Cada tempo possui suas próprias mazelas. Deus sabe que o nosso tempo está cheio delas.

Pelo pouco que te conheci, acredito que soube aceitar e se adaptar a essa nova vida de maneira satisfatória, e do seu próprio jeito.

Espero que, onde você estiver, tenha paz e desafie o que acha errado e injusto. É preciso muita convicção para isso, e sei que você tem, amiga.

Fique em paz.

 

Com carinho,

Claire Fraiser

 

Esta carta foi inventada após assistir o episódio 11 da 1ª temporada de Outlander.

Ainda não conhece o projeto? Leia o post explicativo.

nicolaeovisconde

Trechos

 

“A jovem o fitou, estreitando os olhos, consciente de que ele fazia pouco caso da situação embaraçosa pela qual passara… e da paixão pelas belas obras literárias.”

 

“Historicamente, os feitos em nome do amor foram grandiosos e arriscados. Crimes de horror indizível também foram cometidos exatamente pela mesma razão.”

 

“Quando eu amar alguém será para sempre, e não por causa da aparência daquela pessoa, ou por ele me fazer rir ou não, mas porque teremos uma visão comum da vida e de tudo que nela há de inesperado, formando uma ligação única e impossível de ser definida.”

 

“Apesar do amor do rapaz pela matemática e pelas ciências, ele não fazia o tipo do acadêmico desleixado; ao contrário, mantinha sempre uma aparência elegante e agradável.”

 

existoexistoexisto

Uma ode à vida

 

Existir pode ser algo simples ou complicado. Pode exigir mais determinação e persistência, ou ser algo tão natural e tranquilo.

Através de uma narrativa singular e fluida, podemos refletir sobre nossas próprias vidas.

Quantas vezes escapamos do perigo sem nem mesmo perceber sua dimensão?

Quantas outras tantas vezes sentimos na essência do nosso ser que escapamos por pouco, e recebemos de presente mais algum tempo?

Viver é uma benção. Mas pode também ser uma grande provação.

Muitas pessoas vivem com grandes dificuldades diariamente, e às vezes é fácil nos isolarmos em nossa vida cotidiana e ignorar todos esses universos conflituosos que estão ao nosso redor… Seja dentro do ônibus, ou passando pela rua.

Um livro de memórias de quase morte que grita e clama pela vida.

Faz sentido? Talvez essa seja a maneira que torna o sentido mais real.

É preciso avaliar os caminhos que pegamos, as companhias que temos e as consequências dos nossos atos.

Cada escolha terá uma conseqüência diferente. Cada curva pela qual você optar no percurso, representará uma nova dimensão do caminho que está trilhando.

Através de momentos cruciais onde o perigo foi evitado, passou por pouco, ou durou algum tempo, percebemos uma vida marcada por dificuldades e limitações que foram superadas.

A autora nos mostra a importância de tentar, de ultrapassar seus próprios limites.

Limites imaginados, limites impostos e limites supostos.

Tantos limites que podem aparecer na vida…

Mas ela também nos mostra algo essencialmente bom: a presença de pessoas que são como anjos da guarda; desconhecidos, amigos, estranhos, que cruzam seu caminho e lhe ajudam. Tendo noção disso ou não.

Alguns permanecem por dias, meses, outros ficam apenas por alguns minutos e horas. Mas independente do tempo, todos são importantes, todos são vitais para que você siga, para que você tente, para que você enfim consiga.

Viver é muito mais do que passar pelos dias , é entender a benção que cada um deles representa.

Encontre a beleza e o significado.

Encontre a sua essência e lute. Lute muito.

Não desista, mesmo sabendo que a luta será árdua, longa, penosa.

Lute por um sorriso, lute pelo sol que irá voltar de manhã.

Exista pelo que vale a pena para você.

E saiba que você sempre valerá a pena.

umaviageminesperada

Trechos

“Não diria insignificante, mas a experiência me fez pensar que somos só mais alguém ali no meio e que não precisamos carregar o mundo inteiro nas costas.”

 

“Eu era apenas um pontinho ali no meio de tanta gente e me sentia muito bem sendo apenas isso por um momento.”

 

“Por mais linda que tivesse sido a viagem, por mais bonita que Paraty fosse, por melhores que fossem os amigos que fiz, eu sabia bem qual era o meu lugar no mundo.”

 

“Fiquei observando as casas à minha volta e imaginando o que as pessoas que moravam nelas estavam fazendo naquele exato momento.”

 

“Um sonho bom. A sensação de estar em um país tão diferente do meu, conversando em outro idioma com uma pessoa que horas antes eu nem sabia que existia e ouvindo uma música ela primeira vez era incrível.”

 

“Era um daqueles momentos que a gente tem certeza que vai sentir saudade depois. Eu vivia por momentos assim.”

 

“Eu estava em casa, e esse sentimento nunca iria mudar, não importa pra onde eu fosse ou quanto tempo ficasse longe”

 

“-Pena que a gente acorda dos sonhos – continuei. – Pena que em algum momento eles acabam.”

 

“Mesmo se nunca mais nos encontrássemos, iríamos nos lembrar pra sempre que um dia nossas existências se cruzaram em um episódio especial de nossas vidas.”