Fala Werneck

f*cklove

 

Trechos

 

“- Nós dois estávamos em busca de algo que fosse verdadeiro. Algumas vezes, a verdade de uma pessoa é o amor de outra.”

 

“Olho furtiva para trás e sinto uma pontada de tristeza por ver todos eles conversando na mesa como se eu nunca estivesse estado lá.”

 

“Essa é a parte mais patética do ser humano: as emoções indesejáveis grudam em você, porque não ligam a mínima se você as considera indesejáveis.”

 

“Esse é o lado ruim de ser jovem. Você não faz ideia de todas as mudanças que estão por vir. E quando elas chegam, não importa o quanto as pessoas o tenham avisado, você fica de fato surpreso.”

 

“- Porque não tenho coragem suficiente para mudar com todos me observando. Quero fazer isso sozinha. Tem que ser uma coisa genuína.”

 

“Quero fazer parte do mundo mágico, não do mundo dos trouxas. Pego o meu exemplar surrado de Harry Potter e o Cálice de Fogo, que está cheio de dobras nas pontas das páginas. Este livro não sai da minha mesa de cabeceira desde que o li pela primeira vez, há seis anos. É o meu favorito dos sete.”

 

“‘Sinto-me como se tivesse recebido ar frio nos pulmões depois de tanto ar quente.’ Talvez seja assim que uma pessoa se sente quando encontra o seu lugar no mundo.”

 

“- Arte é a guerra contra o que nós não escolhemos sentir. É a batalha da cor, das palavras, dos sons e da forma, uma batalha furiosa a favor ou contra o amor.”

 

“É tão meigo que me faz lembrar a época do Natal, quando os corações se enchem de paz e esperança.”

 

“- Quero que você saiba de uma coisa: seja qual for a sua formação, o seu emprego, sejam quais forem as escolhas que você faz, você mudou a minha vida. Existe alguma coisa em você que influencia as pessoas e as faz mudar de vida.”

 

“Contrastes são importantes na vida. Compreendemos a luz porque podemos compará-la com o que conhecemos como escuridão. O doce se torna mais doce depois que comemos algo amargo. A mesma coisa acontece com a tristeza. E é importante experimentar a tristeza, e aceitá-la, para saber de verdade o que é a felicidade.”

 

“A mudança pode tomar conta de você em questão de segundos? Sim. Basta apenas que seja o momento certo, as palavras certas, e que coração e cérebro estejam em sintonia. Eu vou à luta.”

 

“Se a nossa vida pudesse ser representada pela página de um livro, a felicidade seria a pontuação do texto. Ela interrompe partes que são longas demais, e divide outras para lhes dar ritmo. Mas ela é breve – aparece quando é necessário, e enche de pausas os parágrafos mais cansativos.”

 

 

 

ocafedapraia

 

Primeira frase da página 100: “Eu quase havia esquecido que, na verdade, havia uma poltrona embaixo delas.”

 

Do que se trata o livro: Conta a história de uma mulher chamada Evie, que herdou um café na beira da praia de uma tia que morreu inesperadamente. Ela é uma mulher que ainda não se encontrou profissionalmente e agora precisa lidar com essa herança e resolver o que vai fazer com esse café.

 

O que está achando até agora? 

Estou adorando a escrita e a história é muito envolvente, porque é fácil se envolver com essa mulher que está em uma situação difícil e fazendo seu melhor para descobrir a “resposta certa” para tudo isso.

 

O que está achando da personagem principal?

Evie é uma mulher em busca de si mesma e de seu lugar no mundo. Ela já tentou seguir vários caminhos diferentes, alguns fracassos vieram, e ela se vê dividida entre tentar algo que lhe alegre e inspire, ou ser pragmática, como o namorado, e fazer escolhas voltadas para metas como hipoteca e aposentadoria. Mas herdar esse café faz com que ela pense mais e experimente coisas novas e que nem havia imaginado.

 

Melhor quote até agora: “Talvez você nunca leia esta carta – talvez a vida tome rumos inesperados para nós duas e minhas palavras percam o sentido.”

 

Vai continuar lendo?

Quero descobrir em qual momento ela perceberá que o café é o local ao qual pertence e onde pode se encontrar de verdade; aceitando que é diferente de suas irmãs e que busca coisas diferentes também. Há algo de errado com o Matthew também, o relacionamento deles parece fora do eixo… Será que vão se acertar? Ou ela vai se aproximar do cara da praia com o cachorro?

 

Última frase da página 100: “- Bem, eu tinha que fazer alguma coisa enquanto você estava fora – disse, em tom leve. – Fico feliz por você estar em casa.”

 

ascensaodoivreich

 

Trechos

 

” Leandro nunca, em nenhum sonho louco ou em momentos mais perspicazes de sua vida, iria conceber tal evento: Como um capítulo despretensioso de um livro poderia causar tantas coisas?”

 

“Sente uma dor causada por uma lembrança boa de um momento que jamais repetiria em sua vida.”

 

“É claro que a propaganda tem um propósito. Contudo, este deve ser tão inteligente e virtuosamente escondido que aqueles que venham a ser influenciados por tal propósito NEM O PERCEBAM.”

 

“Lembre-se sempre, meu amigo: Os homens mais perigosos são os que acreditam no que dizem.”

 

“A vida nem sempre lhe reserva a realização do sonho. E assim, ele e muitos que se sentem abandonados por um grande e verdadeiro amor, buscam subterfúgios em vícios fúteis e destrutivos.”

 

“Leandro se sentia como uma pena ao vento. Voando e sem saber para onde seria levado. Se o vento fosse uma coisa chamada destino que ele pelo menos guardasse surpresas boas no futuro.”

 

“Mas de certa fora tudo isso o endurecia, mas ainda não sabia se para o bem ou para o mal.”

 

“E o ser humano é assim mesmo. Fica buscando razões onde só existe a fé.”

 

“Forjar uma memória, tão forte que jamais fosse esquecida ou nublada pelo passar dos anos. Não queria que a memória se confundisse com a memória de um sonho.”

 

“Na jornada do herói, antes de começar a jornada em busca de aventura, ocorre um evento trágico e ou muito importante que o desprende da vida comum que levava e o joga de encontro com a aventura.”

 

“Há um torpor nas pessoas que as impede de ver que o extremismo ideológico mata. Basta ver os discursos de ódio que encontramos por aí.”

 

“- Algumas coisas na vida ficam sem explicação. Talvez seja isso que dê sabor a algumas histórias.”

 

“Em horas assim o ser humano costuma buscar forças em lugares da alma que são mais escuros e tenebrosos que se imagina.”

 

“E enterrava em algum lugar do seu coração a insegurança e a ingenuidade do Antigo Leandro.”

 

“IV Reich – ou ‘Nova Alemanha’.”

 

mensagemaosbrothers

 

Trechos

 

“Para isso servem as palavras: para você fazer delas o que quiser. E puder.”

 

“Não existem informações privilegiadas. Existem informações que chegam às mãos de alguns privilegiados. Só que, uma vez de posse dessas tais informações, é preciso processá-las, interpretá-las, pesar e pensar para, aí sim, julgar se cabe usar essas informações e como usá-las.”

 

“Uma palavra pode soar como um trovão. O silêncio pode incomodar mais do que mil palavras!”

 

“E para alguém acreditar na sua verdade, é preciso que alguém escute, e para alguém escutar, você tem que despertar interesse, e para ser interessante, há que ter imaginação!”

 

“Há quem passe pela vida escondido, sem se mostrar, sem nem se surpreender consigo mesmo. Há quem passe e nem quer saber de se conhecer e nem quer saber que perder é a forma mais barata de aprender.”

 

“Se a boca, ainda que travada, tenta dizer, o corpo fala, o corpo berra, o corpo entrega.”

 

“A vida começa todos os dias, nos pequenos milagres que a gente toma como corriqueiros: abrir a torneira, sair água; apertar o interruptor, a luz acender; sentir dor, sentir prazer. O que nós chamamos de natural é frequentemente mais espantoso e misterioso do que o chamado sobrenatural.”

 

Entre tudo o que você vai esquecer e as lembranças que nunca irão se apagar, entre o muito rápido e o quase devagar, entre o desistir e o perseverar, entre o querer e o desejar, entre a repulsa e a vontade, entre o tempo e a idade, entre o futuro e a saudade, entre o esquecido e o perdido, entre este momento e o seguinte, em algum lugar existe um meio-termo entre o meio e o termo.”

 

tetoparadois

 

Trechos

 

“Todos mergulhamos no tipo de silêncio que acompanha um assunto difícil – estamos gratos por ter acabado e aliviado por temos conseguido falar a respeito.”

 

“Eu: Ser legal é uma coisa boa. A gente pode ser forte e legal. Não precisa ser uma coisa de cada vez.”

 

“Foi uma maneira estranha de conhecer Leon, escrever todos esses bilhetes nos últimos meses, e meio que aconteceu sem que eu percebesse – em um minuto, estava rabiscando um recado rápido para ele sobre comida, no outro, era uma correspondência completa e diária.”

 

“É um daqueles momentos em que o sol surge entre as nuvens – como se algo se dissipasse. Posso fazer o que quiser agora. Estou livre.”

 

“- O cérebro faz coisas incríveis para se proteger da dor – explica Mo. – Mas não vai conseguir manter segredos de você por muito tempo.”

 

“A vida costuma ser simples, mas a gente não nota até que ela se torna absurdamente complicada, tipo quando só se fica feliz por estar bem quando se fica doente, ou quando você fica feliz com sua gavetas de meias-calças quando se rasga um par e não tem nenhuma sobrando.”

 

“Piadas, segredos, histórias, o desdobramento lento de duas pessoas cujas vidas estão mudando em paralelo – ou, talvez, em sincronia. Momentos diferentes, mesmo lugar. Pego uma caneta.”

 

“A sensação de estar em dois lugares diferentes ao mesmo tempo, de ser duas pessoas ao mesmo tempo, é tão intensa que é como estar quase dormindo, presa entre o sono e o despertar.”

 

“Tiffy: Não, não, a versão da Gerty vai parecer alguma coisa que ela leu no tribunal. Mo, nos dê a versão romântica dos acontecimentos, por favor.”

 

“Sinto que está abrindo um daqueles sorrisos tortos e tudo parece bom demais, como se não merecêssemos isso, como se estivéssemos pegando felicidade demais e não deixando o suficiente para o restante das pessoas.”

 

apenasumolhar

 

Você consegue encarar a verdade?

 

Grace é uma mãe, uma artista, uma esposa e uma vítima de uma tragédia que deixou marcas que nunca sairão de sua vida.

A vida dela vira de cabeça para baixo quando encontra uma foto antiga, de alguém que parece seu marido.

Começa assim uma busca implacável pela verdade, enquanto ela tenta descobrir tudo, precisa lidar com pessoas que querem enterrar a verdade a qualquer custo.

 

Acompanhando essa jornada o leitor pode refletir sobre segredos, mentiras, verdades ocultas e o que significa viver com alguém. Quantos segredos podem estar escondidos? Será que você realmente conhece as pessoas com quem vive?

E quando a verdade surge, também brota o questionamento: se a verdade fosse revelada antes, será que a vida dos envolvidos seria diferente? Será que menos gente morreria ou outras pessoas que seriam as vítimas dos crimes?

 

Atitudes motivadas por impulso podem gerar consequências trágicas e que se perpetuam como o efeito de uma peça de dominó caindo e derrubando outras peças também.

Mas tudo se “resume” às escolhas, ao que fazemos com a verdade e o rumo que decidimos tomar. Quando alguém opta por viver cobrindo um segredo, riscos enormes estão envolvidos.

Porém, quando a pessoa tenta ajudar outras e vive honestamente aquilo tudo, será que é possível julgá-la duramente? Até que ponto a culpa e o erro são as coisas mais importantes?

 

Algumas verdades precisam ser encaradas, outras não eliminam o sofrimento passado (e, às vezes, superado), será que todos conseguem encarar isso?

E você, já parou para pensar sobre o poder que as memórias têm na nossa vida? As memórias que permanecem e as que se desvanecem com o tempo e os traumas. Nossa mente é capaz de muitas coisas, e ainda assim, ela pode nos surpreender com o que nos esconde.

 

Independente dos pesadelos que possam surgir, faça escolhas que lhe permita ter a consciência tranquila e a paz de espírito para viver esse “mundo” que escolheu.

vilaoveschwab

 

Trechos

 

“Os momentos que definem a vida de alguém nem sempre são evidentes. Nem sempre gritam “PRECIPÍCIO!”, e nove em cada vez vezes não há corda para passar por baixo, não há linha a ser cruzada, nem pacto de sangue ou carta oficial em papel elegante. Nem sempre são demorados e repletos de significado.”

 

“- Você acha que, se morrer e conseguir voltar, vai se transformar no quê? Num X-Man?”

 

“Jamais havia acreditado em destino. Esse tipo de coisa chegava perto demais da ideia de uma divindade para o gosto de Victor, perto demais dessa história de poderes superiores e da renúncia ao livre-arbítrio. Não, ele escolhia ver o mundo em termos de probabilidade, reconhecendo o papel do acaso enquanto assumia o controle sempre que possível.”

 

“Tudo estava igual, e isso lhe pareceu errado, como se o mundo devesse ter registrado os acontecimentos dos últimos dias, devesse ter mudado da mesma maneira que ela havia mudado.”

 

“Disse? Fora uma daquelas confissões murmuradas em meio ao sono, no espaço em que os pensamentos sussurrados, os sonhos e os medos escapavam sem querer?”

 

“Muitos humanos eram monstros, e muitos monstros sabiam fingir humanidade.”

 

“- Você costumava ficar acordada até dar meia-noite, mesmo que mamãe dissesse para você não fazer isso porque ia acabar cansada no dia seguinte. Você ficava sentada, lia, esperava e, quando o relógio dava meia-noite, acendia uma vela que tinha guardado debaixo da cama e fazia um desejo.”

 

melhoresdedezembro

 

  • Melhor livro: Daqui pra baixo. Um livro com um formato diferenciado e uma história importante. Falar sobre o ciclo infinito da violência é falar sobre a injustiça, sobre as vozes que gritam sem jamais serem ouvidas e os inocentes que têm seu sangue derramado por equívocos e escolhas erradas. Um livro para refletir sobre o perigo da acusação sem provas concretas e do erro de se resolver algo violento com violência. Porque dessa maneira a dor só é perpetuada e se expande para a vida de muitos.

 

  • Melhor quote de livro: “- É só a vida, Will. Vai acabar antes que a gente se dê conta.” (A cinco passos de você – Rachael Lippincott)

 

  • Melhor filme: Dois papas. Esse filme é incrível! Porque nos faz refletir sobre muitas coisas, mostrando de maneira tocante as falhas e conquistas humanas. Falar dos papas é falar de religião, de fé, de rituais e de redenção. Eles têm falhas e questionamentos como qualquer ser humano, mas estão diariamente lutando por um mundo melhor, mais justo; ainda que, em alguns momentos, eles mesmos sejam os auxiliares da desgraça. A ameaça de sofrimento pode ser o suficiente para que alguém use os outros para se proteger; mas quando os erros são compreendidos e a pessoa tenta mudar, ela descobre que o passado será uma eterna mancha, porém o futuro não precisa ser igual; é preciso lutar diariamente pelo bem, pela igualdade e pela liberdade das pessoas. A fé não deve representar um ato cego, mas um caminho de luz e crescimento. E a humanidade ainda precisa de muito amadurecimento.

 

  • Melhor série: O mundo sombrio de Sabrina. Todos nós conhecemos as histórias de Sabrina, a bruxinha que não queria fazer maldades e vivia se metendo em confusões. Lembram-se do filme dela que passava na Globo? Então, essa série é completamente diferente! Sabrina é sombria, ainda que tenha um coração bom, faz muitas coisas questionáveis. E a história envereda profundamente pelo “caminho das trevas”, existe uma igreja da noite, com seus próprios rituais e devoções. Sabrina é bruxa e humana, então vive constantemente dividida entre as exigências desses dois mundos. Nessa segunda temporada ela já aceitou seu lado sombrio e está ficando cada vez mais poderosa.

 

E para vocês? Quais foram os melhores do mês?

nomundodaluna

 

Trechos

 

“Não que eu não gostasse das minhas raízes, eu só não entendia nem concordava com algumas coisas.”

 

“Mas de uma coisa eu tinha certeza: vovó sempre tinha razão. Fosse por magia, instinto ou qualquer outra coisa, ela sempre acertava nas previsões.”

 

“Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permanecia apenas vago e sufocador.”

 

“- ‘Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada’ – completei, arregalando os olhos. Eu conhecia aquela citação.”

 

“Tô tão feliz que tenho medo de não merecer tanta felicidade. Você já sentiu isso?”

 

“- A culpa é sua – ele acusou. – Não sei o que acontece, mas, quando você está por perto, não tenho vontade de quebrar o mundo todo. Só uma ou duas coisas.”

 

“- Eu me sinto de muitas formas com você, mas, se fosse escolher uma única palavra para definir, eu diria que me sinto vivo. E gosto de me sentir assim.”

 

“- Não posso impedir que coisas ruins aconteçam. Sei que não tenho como te proteger do mundo, mas posso e vou estar ao seu lado para o que der e vier. Para suportar sua dor, te ouvir se precisar, te salvar de um buquê assassino…”

 

“Relacionamentos não admitem egoísmo. Individualidade e opiniões diferentes, sim.”

 

tbrdejaneiro

 

Quem aí está pronto para mais um ano repleto de leituras promissoras e incríveis?! 🙂

 

Primeira TBR do ano prontinha! Confira as sinopses.

 

As sete mortes de Evelyn Hardcastle – Stuart Turton

Dia após dia, um homem acorda em meio aos preparativos de uma festa em honra a Evelyn Hardcastle na Mansão Blackheath. Dia após dia, em um corpo distinto. Cada hospedeiro é uma nova chance de descobrir o culpado pela morte da estrela da festa, que se desvela durante o luxuoso baile de máscaras. Além da confusão da viagem do tempo, os segredos transbordam, e nenhum movimento é simples, pois as regras do jogo não estão claras – e reviravoltas acontecem a todo momento.

 

O café da praia – Lucy Diamond

Evie sempre foi a ovelha negra da família: sonhadora e impulsiva, o oposto das irmãs mais velhas bem-sucedidas.

Tentou fazer carreira como atriz, fotógrafa e cantora, mas nada deu muito certo. Vivia pulando de um trabalho para outro, sempre com a sensação de que lhe faltava um propósito.

Quando sua tia preferida morre em um acidente de carro, Evie recebe uma herança inesperada, um café na beira da praia na Cornualha.

Empolgada com a oportunidade de mudar de vida, ela decide morar lá, mas logo descobre que nem tudo são flores: os funcionários não são dos melhores e o local está caindo aos pedaços. Tudo bem diferente dos tempos em que passava as férias de verão com a tia.

Apesar das dificuldades, Evie está determinada a ter sucesso. Ao lutar pelo café, ela busca secretamente dar um novo rumo à sua vida e, assim, pode acabar conquistando bem mais do que esperava no trabalho… e também no amor.

 

A lista do ódio – Jennifer Brown

A lista foi ideia minha.

Não queria que ninguém morresse.

Não queria ser uma heroína.

Será que, algum dia, você vai me perdoar?

 

Minha Lady Jane – Cynthia Hand, Brodi Ashton, Jodi Meadows

Inglaterra, século XVI, dinastia Tudor. O jovem Rei Eduardo VI está à beira da morte, e o destino do país é incerto. Para evitar que o poder caia em mãos erradas (leia-se: nas mãos de Maria Sangrenta), Eduardo é persuadido por seu conselheiro a nomear Lady Jane Grey, sua prima e melhor amiga, como a legítima sucessora.

Aos 16 anos, Jane está em um relacionamento muito sério com seus livros, até ser surpreendida pela trágica notícia de que terá de se casar com um completo estranho que (ninguém lembrou de contar para ela) tem um talento muito especial: a habilidade de se transformar em cavalo. E, pior ainda, descobre que está prestes a se tornar a nova Rainha da Inglaterra!

Arrastada para o centro de um conflito político, Jane suspeita de que sua coração na verdade esconde um grande plano conspiratório para usurpar o trono. Agora, ela precisa definitivamente manter a cabeça no lugar se… bem, se não quiser literalmente perder a cabeça.