Fala Werneck

IMG_20190108_195325_115

 

Leandro nunca imaginou que um livro pudesse trazer tantos problemas para a sua vida, mas ao escrever um livro sobre conspiração envolvendo o nazismo, ele se vê cercado por um mundo sombrio, que nem de longe compreende.

 

Ameaças, investigações, parece que muitas pessoas estão tentando controlar seus passos e isso é absurdamente assustador, além de ‘não fazer o menor sentido’ ele é “apenas” um escritor…

 

Retomando um pouco depois do final de Conspiração Nazi, essa sequência da narrativa promete ser eletrizante, envolvendo ameaças e conspirações que demonstram abarcar muito poder e controle.

 

Até onde as pessoas vão pela sede de poder?

 

Até onde deve-se ir pela busca da verdade?

 

E afinal, será que a verdade possui “lados”?

imperfeitos

Trechos

 

“Aquilo que você viu, está visto. Aquilo que você ouviu nunca mais poderá não ter sido ouvido.”

 

“Nunca serei o tipo de pessoa que não faz aquilo no que acredita.”

 

“A coragem não nos domina, ela luta e enfrenta as dificuldades por meio das palavras e das atitudes que você toma.”

 

“Você só tem que saber distingui-las, as porçõezinhas de luz e esperança ocultas na escuridão.”

 

” – Não, sério. Nem tudo o que escrevo é publicado como gostaria. Nem sempre temos controle sobre nossa voz.”

 

” Perco algo e só percebo o quê depois que minhas mãos estão bem presas às minhas costas. É minha fé em absolutamente tudo e todos. O desejo de retomar minha vida e tentar vivê-la normalmente é tirado de mim bem ali.”

 

“Se você comete um erro, aprende com ele. Se nunca comete nenhum erro, jamais será uma pessoa sábia.”

 

“O conhecimento é geralmente uma responsabilidade que ninguém quer.”

tbrjaneiro

 

1ª TBR do ano! 🙂

 

Tudo aquilo que eu não disse – Kathryn Hughes

A vida da doce e amável Tina Craig parece estar destinada à mesmice dos anos 70 – ela vive presa em um casamento infeliz com um marido problemático. Isso desafia Tina a unir todas as suas forças para sair desse abismo e finalmente conquistar a paz de espírito que ela tanto quer.

Seu destino toma um rumo diferente quando ela encontra uma carta escrita em setembro de 1939. A carta, que nunca chegou ao destino certo, traz à sua vida uma nova esperança, um alento para o seu coração tão maltratado.

Tudo muda quando a vida de Tina se choca com os destinos do casal Billy e Chrissie, trazendo William, um jovem em busca de sua mãe biológica, para sua jornada por conta de um mero acaso.

 

Noites Brancas – Fiódor Dostoiévski

Num iluminada noite de primavera, à beira do rio Fontanka, um jovem sonhador se depara com uma linda mulher que chora. São Petersburgo está mergulhada em mais uma de suas noites brancas, fenômeno que as fazem parecer tão claras quanto os dias e que confere à cidade a atmosfera onírica ideal para o encontro entre duas almas perdidas. Em apenas quatro noites, o tímido rapaz e a misteriosa Nástienhka passam a se conhecer como velhos amigos, mas algo vem atrapalhar o desenrolar romântico deste fugaz encontro…

 

Trabalho Organizado – Thais Godinho

Um dos grandes temas atuais quando se fala em trabalho é sobre a mobilidade e a possibilidade de trabalhar em formato home-office ou em qualquer lugar. No entanto, precisamos nos atentar também para a conectividade permanente. Sabendo que não tem volta, como podemos viver dessa forma e ainda assim manter a sanidade, a tranquilidade e as nossas escolhas positivas sobre o caminho que desejamos trilhar na vida? Como podemos desenvolver uma rotina de trabalho mais gentil conosco?

 

A filha do rei do pântano – Karen Dionne

Helena tem um segredo: ela é o fruto de um sequestro. Sua mãe foi raptada quando ainda era adolescente e mantida em uma casa escondida no pântano do Michigan. Nascida dois anos depois do sequestro, Helena aprendeu a amar sua infância fora do comum – e aprendeu, até mesmo, a amar seu pai, um homem selvagem e brutal. Quando ele escapa da prisão, ela precisa encarar o passado que ocultou tão habilmente do marido e das filhas.

Em uma caçada de tirar o fôlego, ela faz de tudo para encontrar seu pai enquanto reexamina os episódios da infância que moldaram seu futuro.

 

O último verão – Cesarina Vighy

Diagnosticada com uma doença terminal, Z. decide se despedir dos momentos mais marcantes de sua vida. Afinal, ainda havia o espetáculo do mundo a ser descoberto, uma liberdade fugidia a ser perseguida e uma autenticidade singular a ser encontrada.

Neste livro autobiográfico – um pequeno auto de fé e um magnífico hino à vida que existiu, e que ainda existe -, Cesarina Vighy nos reconcilia com a vontade de viver e nos leva a uma conclusão vital: precisamos aproveitar o muito ou pouco tempo que temos com alegria.

 

Programação Neurolinguística para leigos – Romilla Ready

Não importa se você vai ser promovido ou ficar livre da depressão, suas chances de sucesso dependem da forma como os seus pensamentos influenciam suas ações. Sejam quais forem os seus objetivos, a programação neurolinguística poderá ajudá-lo. A PNL mostra como livrar-se do pensamento negativo habitual e aprender a monitorar e adaptar os seus pensamentos. A PNL também ajuda a cultivar as crenças positivas e úteis sobre si mesmo e sobre o mundo.

 

Violetas na Janela – Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

Patrícia desencarnou aos dezenove anos. No mundo dos espíritos, recorda que despertou tranquilamente no plano espiritual, sentindo-se entre amigos. Feliz com a acolhida, adaptou-se à nova vida auxiliada por espíritos benfeitores que a receberam na Colônia São Sebastião.

Em Violetas na Janela, Patrícia explica o que é a desencarnação. Descreve as belezas do plano espiritual, onde não faltam trabalho, estudo e diversão. No início, estava cheia de dúvidas… Do que se alimentaria? O que vestiria? Sentiria as mesmas necessidades? Enfrentaria o calor, o frio? Aos poucos, tudo se esclareceu ao conviver com outros jovens desencarnados.

 

leiturasdedezembro

 

Dezembro foi um mês recheado de leituras, e agora vou comentar um pouco sobre algumas delas.

 

  • Sete minutos depois da meia-noite

Um menino, um monstro e uma verdade dolorosa.

Este livro vai falar sobre histórias verdadeiras que são confusas, que não parecem certas. A realidade pode ser triste e cruel, os seres humanos podem não fazer sentido, as palavras podem dizer uma coisa e as ações outra; mas no fim das contas, Conor precisará encarar a verdade, por mais dolorosa que seja.

E sofrendo, poderá se curar.

Um livro comovente pela luta que o menino vive diariamente até um monstro fazê-lo aceitar a verdade.

 

  • Fullmetal Alchemist

Esse é um mangá que fala sobre dois irmãos alquimistas que por tentarem violar as leis da alquimia acabam transmutando seus próprios corpos.

Eles estão em busca da pedra filosofal, que poderá ajudá-los a recuperar o que perderam.

O mangá mostra como algumas lições precisam ser dolorosamente aprendidas.

 

  • 365 dias extraordinários

O livro traz 365 frases que representam preceitos para a vida.

Separados em dias do ano, e no fim de cada mês há uma reflexão do professor, às vezes com alguma história envolvendo o Auggie e os amigos também.

Adoro livros de mensagens assim.

 

  • Desastre no casamento real

Olivia é a irmã da princesa Mia e enquanto ajuda com os preparativos do casamento, precisa aprender a lidar com uma prima chata e uma escola que só é frequentada pela realeza.

Mesmo sendo uma leitura mais juvenil do que ‘O diário da princesa’, adoro a escrita da Meg!

Adoro as aventuras que essas princesas vivem, e os desenhos são muito fofos!

 

  • Southernmost – Rumo ao Sul

O livro conta a história de um pai que é pastor e passa a questionar suas crenças e julgamentos após acontecimentos que seguem uma enchente terrível.

Questionando sua fé e os significados dos pecados, ele põe à prova seu casamento e sua vida como pastor.

Um livro que nos faz perceber como é difícil superar os preconceitos e viver com as mudanças.

 

  • Dom de Natal

Ler Nora Roberts é garantia de final feliz, e com temática natalina, é amor em dose dupla!

 

  • Origem

Origem é um livro interessante onde mais uma vez, Dan Brown mistura com maestria ficção e realidade. Teorias envolvendo a origem do ser humano e seu futuro.

Inteligências artificiais e sua enorme capacidade são postas à prova, nos fazendo questionar se um dia encontraremos respostas para as duas perguntas essenciais da humanidade: “De onde viemos?”, “Para onde vamos?”, e se essas respostas serão o suficiente para nos tranquilizar ou terão o efeito oposto.

Esse livro nos mostra “respostas” bem impactantes, e não tão surreais, o que torna a leitura ainda mais marcante.

Talvez essas não sejam as perguntas que devem ser feitas…

 

  • Todo o tempo do mundo

Todo o tempo do mundo é um romance adorável sobre viagem no tempo.

Repleto de encontros e desencontros, acompanhamos a vida de Vitor e Amanda, seus sonhos e dificuldades.

Vitor e sua eterna busca pelo significado da felicidade.

Um romance que fala sobre pequenos momentos, instantes fugazes e pequenas (grandes) decisões.

Nos mostrando que a felicidade não está no poder, não está no dinheiro, e nem na fama. Ela depende das pessoas.

 

  • Imperfeitos

Imperfeitos é uma distopia angustiante, onde as pessoas são julgadas e condenadas por qualquer mínimo erro.

A perfeição é o que se deve buscar, qualquer coisa aquém é condenável.

Uma jovem perfeita e com um futuro brilhante é condenada e marcada cruelmente por uma atitude de gentileza.

Quantas vezes se julga o outro sem saber, e quantas vezes os erros nos ajudam a aprender e ser pessoas melhores?

Ninguém é perfeito.

Ninguém é correto, contido e eficiente o tempo inteiro.

A perfeição não existe, e a busca incessante por ela é algo extremamente prejudicial.

Uma leitura interessante e instigante.

 

Fiz mais algumas leituras em dezembro, mas nem todas me acrescentaram algo. Isso acontece, e faz parte. Continuo minha busca por leituras incríveis, memoráveis, como as séries que cresci lendo. Enquanto não encontro outro “Harry Potter” ou outro “Diário da Princesa”, continuo lendo bons livros e aprendendo algumas coisas pelo caminho.

 

 

 

melhoreslivros2018

 

2018 foi um ano no qual fiz muitas leituras e consegui superar a meta que tinha estabelecido.

 

Lendo tanto, também pude perceber como que algumas leituras marcam e permanecem na memória e outras são esquecidas com o tempo e as novas histórias. Tudo isso faz parte, cada livros irá tocar cada pessoa de uma maneira diferente.

 

Talvez, um livro que me tocou profundamente e me fez refletir sobre muitas coisas na vida, não vai lhe impactar da mesma maneira.

Mas acredito que o que vale é a experiência literária, e tenha um livro tocado ou não, todos eles têm alguma relevância, sempre é possível aprender algo, entender alguma coisa ou apenas conhecer uma possibilidade diferente de vida.

 

Foi difícil escolher apenas 10 livros para essa lista, e acabei deixando alguns livros que foram muito importantes para mim, de maneiras específicas, fora da lista.

Mas, vamos lá, seguem as 10 melhores leituras de 2018!

 

É assim que acaba – Colleen Hoover

É assim que acaba é um livro que irá lhe tocar e partir seu coração. Nessa história acompanhamos uma mulher que tem o passado marcado por traumas e sofrimento, e se vê num presente caminhando para o mesmo rumo. O livro discorre muito bem sobre ciclos que se não forem rompidos, se tornarão eternos.

Esse livro lhe mostrará como é fácil julgar os outros sem saber o que realmente estão passando, quantas vezes nos achamos capazes de dizer e querer aconselhar os outros, sem estar vivendo aquilo. Algumas situações são impossíveis e só quem está passando entende como é difícil ver com clareza e racionalidade situações que envolvem a emoção.

É assim que acaba irá falar sobre violência doméstica, um assunto grave, complicado e que merece a devida atenção e respeito. É imprescindível discutir o tema e buscar medidas para auxiliar as pessoas que passam por isso. Sem julgamentos.

 

Surpreendente – Maurício Gomyde

Surpreendente é uma história tristemente linda, que mostra o poder da amizade, e como não podemos deixar que situações da vida, questões que surgem e que estão fora do nosso controle, nos impeçam de correr atrás dos nossos sonhos e realizar tudo de incrível que poderíamos fazer.

A amizade é essencial para uma vida feliz, e quando se tem amigos que estão ao seu lado para “o que der e vier”, você entende que é muito mais abençoado do que consideraria possível.

Às vezes a vida lhe dá uma rasteira, e como o Pedro você acha que tudo está perdido e que o seu sonho não passa de uma miragem. Mas se acreditar e lutar, você vai conseguir superar as dificuldades mais “impossíveis” e criar sua arte com emoção e expressividade.

Um livro para que você acredite na vida e no que ela pode lhe oferecer.

 

Stalker – Tarryn Fisher

Stalker foi um dos livros que recebi em 2018 da Tag Inéditos, e foi uma leitura que devorei! Uma mulher completamente obcecada perturba a vida de uma família e tenta assumir uma vida que não pertence a ela. Uma história com uma psicopata e um sociopata, pessoas com mentes perturbadas que irão prejudicar muito outras conhecidas e desconhecidas. Uma leitura angustiante para ser lida rapidamente.

 

Um caso perdido – Colleen Hoover

Eu amo os livros dessa autora! Mesmo quando suas histórias partem meu coração.

Um caso perdido é uma história de amor, marcada por ações inimagináveis. É triste pensar em pessoas assim, que sejam capazes de atos tão cruéis; mas sabemos que existem. Por mais que essa história seja de ficção, existem pessoas que sofrem como a Sky sofreu, existem pessoas que cometem atos vis, existem também as que se culpam por coisas que não poderia controlar.

Tantas vidas que são tocadas, de maneiras boas e ruins, e ainda assim, é possível encontrar a esperança; é possível encontrar perdão e enfim ter paz para viver uma vida com amor e sinceridade.

Dean e Sky descobrem o real significado de amor, do que ele é capaz, o que ele pode suportar e o que ele irá superar.

Um romance lindo regado com muito drama.

 

Uma curva no tempo – Dani Atkins

Esse livro me fez pensar sobre o que realmente importa na vida.

A verdade é que existem muitas coisas que não podemos controlar, e devemos aprender a aceitar isso da melhor maneira possível…

O que realmente “fica”, o que permanece conosco é a maneira como tocamos a vida das pessoas, o que fazemos por elas, os momentos que passamos juntos.

O importante não é se você trabalhou em um local importante ou mais simples, nem se mora em uma localização de destaque ou num prédio pequeno de um bairro pouco evidente, mas quem você tem na vida, quem você teve, e como foram os momentos que você passou com essas pessoas; esses sentimentos, esses aprendizados que permanecem. Tudo mais é transitório.

 

Jesus – O homem mais amado da História – Rodrigo Alvarez

Esse livro irá falar sobre a história de Jesus de uma forma que demonstra respeito e comprometimento. O autor mostra muito estudo e pesquisa, e através dos comentários que tece sobre a vida de Jesus, apresenta fatos e teorias de uma maneira que não é tendenciosa.

Ele comenta diferentes possibilidades sobre a vida de Jesus, alguns momentos marcantes e inclusive um pouco do que talvez fosse a personalidade desse homem incrível, e através de comentários que indicam o “foco” em religiões específicas, ele discorre sobre várias de maneira respeitosa, porque não implica em momento algum que alguma está “correta” e outra “errada”, ou que uma seria mais verdadeira do que outra.

E o que pode-se perceber é como a história de Jesus contém traços enigmáticos, até hoje, mas independente disso, é a história de um homem que foi muito amado, e ainda é. Um homem que passou por muitas provações e que trouxe e deixou uma mensagem incrivelmente bela de amor e fé.

O livro mostra que precisamos aprender com Jesus a ser mais tolerantes, respeitosos e amorosos.

 

Uma noite com Audrey Hepburn – Lucy Holliday 

Uma leitura que vai ficar marcada por toda sua leveza e graça.

Ri muito sozinha lendo esse livro.

A Libby é um mulher que vive se metendo em situações trágicas e cômicas, além de falar muitas coisas engraçadas.

Gostei muito, porque mesmo com toda essa leveza, a escritora criou uma personagem que está em busca do seu verdadeiro caminho, tentando encontrar o lugar onde realmente se encaixa e aprendendo a lidar com as pessoas da sua vida.

É tocante o modo como ela vai percebendo o pai distante que tem e entendendo que isso é “culpa” dele, não dela; de maneira que ela se liberta desse sentimento de decepção, angústia e mágoa, por todas as vezes que ele não se importou com ela.

E assim, a Libby vai percebendo que é possível sim que ela encontre seu próprio caminho, seja elegante e adorável, como uma bonequinha de luxo.

 

O segredo do meu marido – Liane Moriarty

O segredo do meu marido é um livro que vai lhe envolver completamente.

Uma carta que não deveria ser lida, um segredo há muito enterrado, e vidas que são afetadas por atos do passado.

A narrativa da Liane é incrível, e o entrelaçamento das histórias paralelas é louvável.

Seu livro mostra famílias independentes que possuem uma conexão grande ou pequena, e através de atos bons e ruins, muita coisa pode mudar.

A leitura é mais surpreendente ainda porque quando o livro está quase acabando, e você imagina ter entendido toda essa situação, a autora joga outras “verdades” da história no seu colo, apenas para mostrar que a vida tem particularidades que nunca entenderemos ou iremos descobrir.

 

Existo, existo, existo – Maggie O’Farrell 

Existo, existo, existo é um livro de memórias sobre experiências de quase morte que fala sobre a vida. Através desses relatos que podem assustar, entristecer e surpreender, a autora mostra a importância da vida; a importância de se valorizar o que tem e de aproveitar a companhia das pessoas que nos cercam. Nunca sabemos até quando nós estaremos aqui, e nem elas.

Para amar a vida e vivê-la em essência é preciso existir verdadeiramente, sentir as emoções e se mostrar aberto às experiências e às pessoas.

Viver pode ser lindo e magnífico.

Mas você precisa agir, porque em muitas situações, os segundos fazem toda a diferença.

 

A última viagem do Lusitania – Erik Larson

O Lusitania foi um navio com uma história tão impactante quanto o Titanic e não se comenta sobre ele como deveria.

Erik Larson traz um livro incrível de não ficção, com uma história tão bem contada e entrelaçada que por vezes até parece um romance.

A última viagem do Lusitania irá contar um pouco sobre os problemas que a Primeira Guerra Mundial causou e quantas vidas foram afetadas pelos atos cruéis de guerra.

Essa guerra foi marcada pelo uso de submarinos para afundar navios de grande porte, e o Lusitania foi um navio de civis que teve um triste fim.

O livro é importante para que se conheça um pouco sobre a vida de tantas pessoas que viveram, sofreram e morreram na época, como também pensar sobre o motivo que move tantas nações a declararem guerra, e a inconsequentemente destruírem tanto de sua nação e seu povo, em troca de poder.

 

Espero que vocês gostem e que leiam algumas (ou todas) dessas histórias.

Precisamos valorizar mais a vida e as pessoas, e apreciar toda essa literatura que se encontra ao nosso alcance.

 

Boas leituras!

 

todootempodomundo

O que é a felicidade para você?

Felicidade, algo tão profundo e ao mesmo tempo tão simples.

 

Todo o tempo do mundo aborda esse tema de uma maneira singular.

Será que viajar no tempo resolveria a sua vida? Ou a tornaria mais complicada ainda?

 

Vitor nutre um amor antigo pela Amanda, e passa por muitas dificuldades tentando entender o que desencadeia suas viagens no tempo; ele muitas vezes se questiona se o que acontece é uma benção ou uma maldição. Voltar no tempo é interessante, mas quando o salto é para a frente, parece que algo se perde.

 

A vida é feita de momentos, alguns bons e outros nem tanto. Vitor tem dinheiro, uma vinícola e uma carreira de sucesso, e mesmo assim, não parece ser o suficiente… Falta algo, falta alguém.

 

Felicidade, uma palavra que tira o sono de muitos, confunde tantos outros, e ilude centenas que não a compreendem. Ser feliz é tão difícil assim? Ou será extremamente simples?

 

Quantos encontros e desencontros não acontecem diariamente? Sem que nem mesmo tenhamos notado isso. São tantas pessoas habitando esse planeta, tantas vidas entrelaçadas, misturadas, e acorrentadas.

 

Existem coisas que acontecem e te marcam para sempre, e outras que se esvanecem com a passagem do tempo.

Às vezes nos preocupamos em excesso, em outros momentos somos despreocupados até demais.

Quantos paradoxos nos cercam e nos tornam reais?

 

Vitor é um homem marcado pelo amor, pela perda e pela solidão.

E mesmo tendo levado muitas porradas da vida, ele se adaptou a tudo que suas viagens no tempo lhe trazem, e vive relativamente bem, buscando uma vida sem tantas emoções.

Mas será que isso faz sentido? Será que vale a pena viver assim?

 

Tragédias acontecem todos os dias, mas não podemos deixar que elas nos definam.

Mesmo com todos os problemas da vida, mesmo com todas as pessoas cruéis, maldosas e prepotentes, Amanda e Vitor continuam buscando a felicidade.

 

Aquela felicidade real, simples, que habita os pequenos momentos do dia a dia, aquele suspiro de serenidade que cerca os momentos de gratidão.

Mesmo que um mundo inteiro esteja a nossa frente, nos esperando, nunca saberemos quando iremos partir desse lugar que chamamos de lar, mas uma certeza nos é garantida: possuímos o agora, o presente, uma dádiva que merece ser vivida e valorizada, mesmo quando parecer não haver saída é possível encontrar um raio de sol.

Um fiapo de luz que irá trazer de volta a sua esperança. Acredite, busque.

 

O amor vale a pena.

O amor merece mais.

Não diga, levianamente, que é amor. Viva-o.

 

Quantas vezes na vida nos perguntamos o que é felicidade?

Quantas vezes na vida perguntamos aos outros o que é felicidade?

 

Sabe quando Vitor entendeu um pouco do que é a felicidade? Quando parou de perguntar aos outros o que é a felicidade, e começou a ouvir as respostas que estavam dentro dele mesmo.

A felicidade pode estar em tudo e em qualquer coisa.

 

Vivencie a felicidade simples com a leitura deste livro, e em cada história com a qual entrar em contato no futuro. Permita-se sentir todas as emoções que irão surgir com esse momento de empatia, sejam as emoções boas ou ruins, não deseje avançar no tempo e pular isso, apenas sinta.

 

IMG_20190108_221239_381

 

Continuando as listas de melhores de 2018, hoje trago as 5 melhores séries que assisti em 2018.

 

Big Little Lies

A melhor série do ano, sem sombra de dúvida! Big Little Lies é uma série que mostra a vida de 3 mulheres, mães, que aparentam ter uma vida perfeita, mas na verdade estão bem longe disso.

A série é dramática e aborda assuntos atuais e graves, como traição, violência doméstica e abuso.

Maratonei e fiquei com muita vontade de ler o livro!

A série é ótima para mostrar que as aparências enganam e como é possível viver um inferno e aparentar um paraíso. As personagens são fortes, intensas e o time de atrizes que atuam são de grande talento e renome. Vale muito a pena assistir, mal posso esperar pela 2ª temporada!

 

Explicando

Explicando é uma série documental da Netflix que fala sobre assuntos diversos em episódios curtos e bem dinâmicos. Os episódios que mais gostei foram sobre: música, vida extraterrestre e DNA projetado.

 

The Sinner

Uma série que mostra como a nossa mente é capaz de bloquear episódios traumáticos e criar peças com a nossa própria memória. Cora é uma mulher aparentemente comum e simples, que possui um passado sombrio e esquecido. Detalhes de um certo período da sua vida estão completamente “apagados” de sua memória, até que um incidente violento começa a despertar essas lembranças que ficaram esquecidas por muitos anos.

 

Outlander 

Eu adoro histórias de viagem no tempo! Claire acaba, por acidente, viajando no tempo e precisa aprender a lidar com os desafios de viver na Escócia 200 anos antes de seu tempo. Ela vai descobrindo qualidades e defeitos desse povo antigo e muitas surpresas surgirão em seu caminho. Muitas pessoas também, e então ela irá se questionar se o seu lugar é realmente no futuro, ou se o que ela sempre precisou foi estar no passado…

 

Supergirl

Supergirl é aquela série amorzinho, que “dá um quentinho no coração”. Adoro acompanhar as aventuras da Kara, e como a sua família e os amigos são importantes para que ela descubra a cada dia quem ela realmente é e como ela pode ajudar a Terra.

 

Fazendo essas listas pude perceber como 2018 foi um ano mais recheado de livros do que filmes e séries.

Queria ter assistido mais séries, espero que em 2019 consiga, porque muitos lançamentos interessantes estão chegando.

 

Em breve trago a lista com os 10 melhores livros de 2018, aguardem!

desastrenocasamentoreal

 

Primeira frase da página 100: “- Tudo bem. Pode entrar.”

 

Do que se trata o livro: O livro conta mais uma história da princesa Olivia, meia-irmã da Mia. A Olivia está se adaptando à nova vida, aprendendo lições de princesa e começando a estudar na Academia onde os príncipes e princesas em Genovia estudam. Mia irá casar em breve e Olivia está muito animada com esse casamento real.

 

O que está achando até agora?

Estou gostando bastante, é um livro mais infantil do que O Diário da Princesa, mas é compreensível porque se trata de uma princesa mais nova. A escrita da Meg, como sempre, é muito agradável e seus desenhos são muito fofos!

 

O que está achando da personagem principal?

A Olivia me faz lembrar a Mia, por ser uma menina gentil, divertida e preocupada com as outras pessoas. E como a Mia, ela precisa aprender a conviver com pessoas complicadas; mas acredito que ela lidará bem com isso, já que tem uma irmã dessas!

 

Melhor quote até agora: “Não podemos ficar na Lua para sempre, Rocky, porque não dá pra fugir dos problemas. É preciso enfrentá-los, ou nunca se resolverão.”

 

Vai continuar lendo?

Claro! Quero saber o que a Olivia vai aprontar nesse casamento real! E como vai lidar com a prima nojenta com a qual tem que conviver na escola.

 

Última frase da página 100: “Isso pareceu deixar Rocky bem melhor, e, quando descemos para jantar, ele contou para todos na mesa que a Academia Real da Genovia não era tão ruim assim e que ele iria à aula no dia seguinte.”

top10filmes2018

 

Finalmente saiu a minha lista de melhores filmes de 2018!

 

Levando em consideração que analisei os filmes que assisti em 2018 e não necessariamente lançados nesse ano.

 

A bailarina 

Este filme é uma animação muito linda, que mostra uma garota órfã que tem o sonho de se tornar uma bailarina. O filme mostra uma personagem principal forte (Félicie), que luta pelo que acredita, se esforça para adquirir as técnicas necessárias e dá o seu melhor para realizar seu sonho, mesmo com todas as dificuldades que a vida lhe trouxe desde pequena. E durante esse percurso ela descobre o significado da amizade, do amor e da família.

 

Nasce uma estrela

Nasce uma estrela é incrível, envolvente, apaixonante e dramático. As atuações do Bradley Cooper e da Lady Gaga são impressionantes! Eles demonstram uma entrega total aos personagens, e constroem uma história de amor linda, repleta de música. Ally tem um grande talento para a música mas não tem a beleza desejada pelo mercado, e Jackson possui a fama, o talento e o reconhecimento mas está em decadência por causa do seu problema com a bebida. Juntos eles construirão um amor profundo, conturbado pelas dificuldades desse relacionamento entre uma estrela em ascensão e uma estrela em queda.

 

O rei do show

A primeira coisa que preciso dizer é que não gosto de musicais, depois preciso acrescentar que esse musical específico me surpreendeu. O filme é lindo, incrivelmente colorido e possui uma história que merece ser admirada. Barnum é um homem que deseja uma vida de sucesso, depois de uma infância difícil. Ele luta pelo que acredita, investe em ideias diferentes, e quando cria o seu circo de aberrações, encontra o seu palco perfeito e vira o rei do show. Um homem apaixonado por uma jovem rica, que deseja lhe dar uma vida de luxo, e durante a construção desse “império” do entretenimento ele acaba formando uma família com todas essas pessoas, que são as excluídas da sociedade, pessoas que são desvalorizadas e renegadas por serem diferentes em algum aspecto. Este filme mostra o que constitui o ser humano, coisas boas e ruins; momentos inspiradores e momentos que devem se desvanecer com a passagem do tempo. E em essência, a verdade de que todos merecem respeito, todos merecem ser vistos, mesmo que sejam um pouco diferentes.

 

Searching

O que mais me impressionou no filme foi o grande trabalho de tradução realizado, por ser uma profissional da área, fiquei muito feliz com o excelente trabalho que foi feito! O filme mostra um pai em busca da filha desaparecida, e toda essa procura é marcada pelos diferentes aplicativos e funcionalidades dos computadores e celulares atuais. A história é contada de uma maneira diferente da tradicional, e mostra um pai sofrendo pela filha desaparecida, sofrendo por não ter “percebido antes” tudo o que estava acontecendo com ela, e sendo julgado e condenado pelas mídias. Uma história com reviravoltas incríveis!

 

Caixa de Pássaros

Eu estava aguardando esse filme há muito tempo, tinha lido o livro e fiquei empolgada quando começaram as notícias de que haveria um filme. Estava com uma grande expectativa por ter gostado muito do livro, mas também estava preocupada em como seria essa adaptação. Como sempre acontece, existem diferenças em relação ao livro, mas eu gostei muito do filme! Ele choca, impressiona, envolve e você fica torcendo pelos personagens, querendo que eles consigam sobreviver. Eles simplificaram absurdamente o arco de alguns personagens, mas faz parte do meio cinematográfico, não é mesmo? Rs

 

Felicidade por um fio

Felicidade por um fio mostra a jornada de uma mulher para aceitar o seu próprio cabelo, ela passou a vida toda sendo controlada e condenada pelo seu cabelo, que não poderia estar menos que perfeito. Mas chega o momento em que ela se cansa de tudo isso e assim começa uma trajetória de descoberta e aceitação. Um filme para mostrar que a beleza deve estar primeiro dentro de cada um, e que você não pode deixar a sociedade definir o que é a felicidade para você. A sociedade vai tentar condenar e excluir o que é diferente, mas é preciso saber olhar a beleza que existe em tudo, no “tradicional” e no “diferente”, e assim você irá perceber que essa distinção é completamente sem sentido. A beleza existe em diferentes formas e estilos, ela jamais vai se restringir a apenas um molde. Se a natureza, que é incrivelmente perfeita em suas criações possui exemplos diversificados de beleza, por que nós deveríamos nos restringir?

 

Animais Fantásticos: Os crimes de Grindewald

Mais um filme envolvendo o universo de Harry Potter. Muitas controvérsias foram comentadas quando esse filme lançou, personagens que não deveriam aparecer, histórias incompletas, desconexas. E mesmo com todo esse burburinho eu adorei o filme! A magia está cada vez mais fascinante nas telas, os efeitos são muito bonitos e a história continua interessante. Grindewald está construindo seu “império maléfico” e reunindo seguidores, e achei muito impactante o filme mostrar como uma pessoa tão ruim e cruel conseguia fingir um discurso tão engajado e altruísta, um verdadeiro mestre da manipulação, cheio de preconceitos e ideias absurdas mas que consegue mostrar para grande parte da população uma visão amorosa da comunidade mágica e a trouxa. Estou curiosa para saber quem é o Credence, afinal. E entender um pouco melhor a família Dumbledore. As teorias são muitas, algumas fazem sentido e outras nem tanto. Mas o que nos resta é aguardar o que o futuro da série nos aguarda.

 

Maria Madalena

Maria Madalena é um filme com uma visão bem diferente da Maria Madalena que se conhece “tradicionalmente”, mostrando uma mulher forte, determinada, engajada, que se torna uma grande amiga de Jesus, que lhe conforta em momentos conturbados e o faz refletir sobre muitas coisas que estão erradas com o mundo e com as pessoas. Um olhar mais feminino sobre as mazelas do mundo, e um olhar mais emotivo do que Jesus precisou vivenciar na Terra. Tanto sofrimento, tanta falta de compreensão, tanta dor, e suportar tudo isso por amor.

 

8 mulheres e um segredo

A versão feminina de Oito homens e um segredo é super elegante! As mulheres estão incríveis! Cada uma com seus próprios motivos, e com suas próprias qualidades para o crime, unidas por uma mulher em busca de um pouco mais do que vingança. Mulheres com classe e talento!

 

A simple favor

Duas mulheres completamente diferentes, uma amizade inusitada que parece até um pouco injusta, mas então tudo se modifica e é difícil definir qual delas faz mais coisas que não deveria. Um pequeno favor pode se transformar em algo muito maior, mais grave e preocupante. Uma jovem mãe “inocente” vai descobrindo que sua nova amiga não é nada do que parece, e acaba aprendendo a se fortalecer para lidar com os desafios que vão surgindo. Esse pequeno favor vai mudar muitas vidas.

 

Essa foi a minha lista, e vocês? Assistiram muitos filmes em 2018?

Gostaram da minha lista ou acham que deixei alguma obra-prima de fora?

Fico aguardando suas indicações!

 

 

aultimaviagemdolusitania

O valor da vida é inestimável

 

Quando a humanidade irá perceber que a vida não é algo que deve ser considerado com descaso?

Erik escreve de maneira incrivelmente fluida, esse livro de não ficção levará o leitor a sentir um pouco da vida da Nova York durante a Primeira Guerra Mundial. Um lugar onde as pessoas já estavam acostumadas à crueldade humana, os jornais eram cheios de notícias de assassinatos…

A Primeira Guerra Mundial foi marcada pelo uso de submarinos para afundar e destruir navios, a Alemanha desenvolveu um método frio de analisar quais navios deveriam ser atacados ou não; mas a realidade mostrou que, no fim das contas, dependia basicamente dos capitães tomar essa decisão, e num lugar onde os capitães que afundassem a maior quantidade em tonelagem de navios seria “aplaudido”, eles começaram a de forma desumana atacar qualquer navio inimigo ou neutro.

O Lusitania era um navio incrivelmente grande e luxuoso, representava grande poderio e riqueza. E era neutro.

Um capitão de submarino surpreendentemente impiedoso, uma rota problemática, mensagens que não foram enviadas e outras que chegaram truncadas levaram a um desastre épico.

Mais de mil vidas foram perdidas, muitas crianças, muitos bebês.

Através dos fatos podemos perceber como as pessoas podem ser frias e calculistas, como aqueles que detém o poder podem avaliar as possibilidades e deixar de proteger civis em troca de segredos de estado. O poder é algo perigoso para aqueles que não sabem lidar e para os que perdem a noção da responsabilidade que adquirem quando o possuem.

As nações que estavam em guerra estavam sendo afetadas e destruídas por batalhas sem fim, que a cada dia aconteciam com “novidades bélicas” mais hediondas: gases que matavam muitos; submarinos que destruíam a distância e depois seguiam viagem, sem nunca ouvir o grito dos inocentes.

Lendo livros assim, nos perguntamos o que motiva esse tipo de ação por parte dos seres humanos; talvez não suportem a possibilidade de estarem errados, ou então se achem melhores do que os outros, quem sabe até não pensam que estão apenas adquirindo o que lhes pertence por direito?

Não sei o que pode ter motivado todos eles, e nem mesmo o que motiva as pessoas que iniciam as guerras na atualidade, mas o que é possível sentir através das palavras é parte do sofrimento das pessoas que são pegas desprevenidas no meio desse tipo de situação. Pessoas como as que estavam a bordo do Lusitania que acreditavam que navios ingleses fariam a escolta pela costa “problemática” até o porto, algo que não aconteceu. Pessoas que viram suas famílias serem destruídas, pessoas que viram seus filhos desaparecem, e tantas outras que precisaram depois identificar os corpos quando chegavam à terra firme.

É triste pensar em algo assim, e mais triste ainda perceber quantos desastres aconteceram, por frieza humana, por falta de ajuda, por força bélica.

A Primeira Guerra Mundial aconteceu, foi cruel, países que estavam neutros inicialmente acabaram entrando na guerra depois. Muitas vidas foram tomadas… E mesmo assim, depois ainda veio uma Segunda Guerra Mundial, mais atroz ainda.

O ser humano ainda precisa aprender a valorizar a vida e respeitá-la.

Respeitar quem é igual e quem é diferente, aprender a conviver.