Fala Werneck

IMG_20180611_225029_450

 

Stella continua tentando descobrir o que fazer da vida; ao tentar se candidatar para uma vaga de gerência na cafeteria, descobre que nunca se formou no ensino médio. E ao confrontar o pai, nota como que para ele, ela nunca deixará de ser “sua garotinha” e que não há problema algum nisso.

 

Os pais se importam com os filhos, muito, e farão tudo que estiver ao seu alcance para que “seus pequenos” não sofram na vida.

 

Mas a vida é árdua, momentos sofridos aparecem, porém os dias ensolarados também estarão presentes. Você precisa acreditar, tentar, fazer diferente.

Seja gentil, atencioso, carinhoso. A vida vale o esforço.

 

Às vezes você pode não entender ainda qual é o seu “grande sonho”, mas mesmo assim busque perceber as coisas que importam na sua vida.

Talvez essas coisas não rendam nem um centavo, mas elas são importantes para você e isso que importa.

 

Acompanhando o drama do Wes por ter que voltar para um trabalho que odiava para que eles tenham dinheiro para se sustentar, Stella reconhece que sente gratidão e que aquele gesto permite que ela faça coisas importantes como visitar a Sadie e fazer companhia a outras pessoas no hospital.

Dando suporte e força.

 

Às vezes vivemos momentos impossíveis e duvidamos que isso vá melhorar, mas se tivermos pessoas que lutam por nós e acreditam, nós conseguimos voltar a acreditar na solução, na melhora, na superação.

 

Seja essa presença na vida de alguém.

Seja esperança.

 

aindanaotedissenada

O romance ‘Ainda não te disse nada’ está disponível no Wattpad.

 

Fiz a leitura do prólogo e do primeiro capítulo, a primeira coisa que ficou clara para mim é que o livro irá falar de amor.

 

Especialmente aquele amor que é construído dia após dia.

 

Um amor que deve ser cultivado e bem cuidado, como uma rosa.

 

Espero que o livro trate de um amor forte, duradouro, um amor que consegue lidar com as intempéries da vida.

 

Vamos ver o que realmente será…

 

umcasoperdido

Trechos

“- Que importância tem o gênero, se o livro é bom? – pergunta ele.”

 

“Amo sua indiferença. E o fato de você não estar nem aí para o que as pessoas pensam. Amo como você está focada no seu futuro e todo o resto que se dane.”

 

“Nem tudo vai dar certo no meu caminho e nem todo mundo ganha um final feliz.”

 

“É como se o propósito de toda a humanidade estivesse centrado nesse momento; ao redor de nós dois.”

 

“Mas há uma parte dele que só me decepciona… e com certeza essa é a mais difícil de aceitar.”

 

“Uma das coisas que amo nos livros é que eles conseguem definir e condensar certos momentos da vida de um personagem em capítulos.”

 

“De repente me sinto como se fosse pessoas completamente diferentes aglomeradas numa só. Alguém que não sabe quem é nem onde é seu lugar, e isso é perturbador.”

 

“A familiaridade e a sensação de pertencimento é algo de que necessito para me acalmar, para acabar com a vontade de chorar.”

 

“Quando pôs os braços ao meu redor e me abraçou, soube que, independentemente do que acontecesse com minha vida, meu lar era você.”

 

“As coisas que nos derrubam na vida são testes, e esses testes nos forçam a escolher entre desistir, ficar caída no chão ou sacudir a poeira e se levantar com ainda mais firmeza que antes.”

 

“Obrigada por me dar coragem para sempre fazer minhas perguntas, mesmo quando não queria saber as respostas.”

 

tbrjulho

 

Separei para julho alguns livros que prometem ser bem interessantes!

 

Nunca jamais – Colleen Hoover e Tarryn Fisher

Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Porém, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo de estarem juntos para começo de conversa.

 

Nunca jamais – Parte 2 – Colleen Hoover e Tarryn Fisher

Novamente, não vou colocar a sinopse pois eu mesma não li para não ter spoilers.

 

Uma viagem inesperada – Babi Dewet, Melina Souza, Carol Christo e Pam Gonçalves

Viajar é – quase sempre – motivo de animação, mas às vezes a estrada é cheia de curvas e surpresas, e parece que tudo pode acontecer quando passamos as férias bem longe de casa. Em Uma viagem inesperada, Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza e Pam Gonçalves apresentam quatro histórias inéditas da turma que encantou gerações de leitores.

Mônica parte rumo à Coreia do Sul em um tour inesquecível, repleto de k-pop, cores e aventuras. Magali tem seus planos virados de cabeça para baixo e acaba em Paraty, onde gastronomia e novas amizades se encontram. Marina desenvolve um outro lado artístico em Londres – com direito a chá, muita saudade, encontros e desencontros. Já Denise, por se meter numa encrenca, é mandada de castigo para um acampamento na Serra Catarinense, onde sua determinação acaba salvando o dia.

 

Léxico – Max Barry

As palavras não ferem. Matam.

Eles recrutaram Emily Ruff nas ruas.

Alegaram que era apenas por ela ser boa com as palavras.

E vão se arrepender.

Disseram que Wil Parke sobreviveu a algo que não deveria.

Algo de que ele não consegue se lembrar.

Agora, estão atrás dele e Wil não sabe por quê.

Há uma palavra. Uma palavra que mata.

E eles a querem de volta…

 

E vocês, já planejaram as leituras de julho? Quem aí vai ter férias nesse mês e vai poder ler bastante?  😉

lifesentence

Muitas pessoas poderiam achar quase impossível voltar, por vontade própria, ao hospital onde se ficou doente por tantos anos; mas Stella é diferente e decide trabalhar como voluntária lá.

 

Ela conhece uma menina, Sadie, que tem o mesmo tipo de câncer que ela teve. E ao ver que a menina não tem quem lute por ela, decide ajudar.

 

Stella tenta falar com a pessoa que a colocou no estudo clínico que salvou sua vida, e acaba descobrindo que o doador anônimo que investia, parou de investir. Com a ajuda de uma enfermeira e do novo médico, ela consegue descobrir quem é o doador e decide falar com ele. A conversa não sai como ela previa, mas isso a ajuda a entender várias coisas…

 

Através de toda essa busca, ela vai percebendo como essas “batalhas” são difíceis e penosas, além de entender que por mais que alguns médicos possam parecer distantes de seus pacientes, a realidade pode ser mais triste e o afastamento ser apenas uma forma de lidar com uma dor que parece eterna.

 

Para as pessoas que trabalham com vidas é fundamental criar certo distanciamento, isso não significa não ter empatia, mas manter uma “formalidade” necessária para não se envolver tanto e sofrer muito se a “batalha” for perdida no final.

 

Nós devemos nos preocupar com os outros, ajudar no que pudermos… Mas compreender também que existem coisas além do nosso controle, e sofrer em demasia não vai mudar isso. É preciso reconhecer esses dois tipos de momentos e aprender a lidar com eles, porque são constantes na vida.

 

Fotor_153001676513683

Trechos

“Talvez ele se enganasse, talvez acreditasse que a genialidade de um instante de inspiração pousaria sobre sua mente e tudo seria revertido como mágica.”

 

“- Nossa vida é feita de um monte de momentos esquecíveis, entremeados por pouquíssimos inesquecíveis. Por que não damos a nós mesmos o presente de tentar viver um inesquecível?”

 

“Por alguns instantes o tempo parou, como reverência ao lugar que, no último ano, abrigara alguns dos melhores momentos de sua vida.”

 

“Mas, em certa medida, cada pessoa deve ser instrumento de alguma coisa, de alguma missão, não acha? De que adianta estarmos na Terra se não for para o benefício de algo maior além dela?”

 

“- Engraçado, porque há coisas na vida que a gente nunca esquece, mesmo que sejam ditas há muito tempo, né?”

 

“Que as lições sejam aprendidas e voltemos milhões de vezes melhores do que quando partimos.”

 

“- Você não anda dizendo que as chances na vida são raras? Quando uma aparece, meu querido, a gente tem de agarrar com força e não soltar de jeito nenhum.”

 

“E se a pessoa passar toda a existência sem fazer algo realmente excepcional por um amigo, a vida não terá valido a pena…”

 

“A dor na alma veio incontrolável, tal qual a enxurrada que demole uma represa.”

 

“Seria egoísmo do ser humano querer que sua visão fosse melhor que a dos outros. Ela é simplesmente diferente.”

 

“O tempo pareceu descontinuar, como se houvesse sido criado um hiato em que nada além da mais pura e doce paz pudesse preenchê-lo.”

 

“No cinema tudo é possível, e o improvável, como os milagres que as pessoas passam a vida pedindo e quase nunca alcançam, depende apenas das decisões tomadas pelo roteirista.”

 

“Quando o mundo expõe as entranhas da angústia do fim da linha na estrada da vida, entra em ação a criatividade do homem e transforma aquele momento na mais pura aventura de explodir tudo pelos ares e seguir adiante.”

 

 

Fotor_152876847236657

 

Stella continua achando difícil lidar com os problemas da família, e agora surge um novo problema: Wes pode ser deportado!

 

Enquanto tenta lidar com os conflitos entre os pais e a venda da casa deles, ela percebe como um mesmo lugar gera emoções tão diferentes nas pessoas… A casa representa para ela um lugar de alegrias, diversão, momentos bons em família; mas para a mãe o lugar significa sofrimento, onde a filha adoeceu e onde seu casamento acabou. Ao compreender isso, ela consegue respeitar os sentimentos da mãe.

 

A situação entre ela e o Wes é bem confusa, porque na verdade eles mal se conhecem; se casaram um mês depois de se conhecerem e depois do casamento continuavam vivendo um relacionamento dentro de uma bolha por causa da doença dela; assim a gente vê como é ruim quando as pessoas mentem, omitem coisas, por acreditarem saber “o que o outro quer ouvir”, e isso é algo prejudicial para todos, um relacionamento assim não progride e se fortalece; é preciso companheirismo, afinidade, mas também muita honestidade para mostrar seus lados bons e ruins, dando a oportunidade da outra pessoa constatar se vale a pena tentar, se tudo isso é o suficiente.

 

Famílias, relacionamentos, são todos complicados. Mas valem a pena.

 

O que precisamos é apoiar uns aos outros e assim construir algo melhor.

 

 

omilesimoandar

Luxo e tecnologia

O início do livro já mostra uma morte que pode ter sido: um acidente, um assassinato ou suicídio.

 

A combinação de alta tecnologia e riqueza já é evidente através de um prédio que parece ter mil andares, representando assim um mundo em si mesmo.

 

O avanço tecnológico permite que seja possível combinar o DNA para manipular características específicas e criar um bebê exatamente do jeito que se pensou. Imagine isso!

 

E em meio a toda essa opulência e infinitas possibilidades inimagináveis há uma jovem que se sente sozinha, com sentimentos inexplicáveis; ela sabe que sua ‘fabricação’ genética custou muito caro, e quando foge para um terraço (onde não deveria estar) para clarear os pensamentos, reflete sobre o quanto ela está confusa sobre a vida e o que deveria fazer com os sentimentos que tem por um certo jovem…

 

Faz lembrar Gossip Girl com os jovens e suas riquezas, onde segredos sombrios parecem estar por trás dessa fachada de perfeição.

 

Mais um livro que vai para a minha wishlist. 😉

mindsets

Trechos

 

“E quando a sua mentalidade muda, muda quase tudo.”

 

 

“Assim  que você perceber que a vida é PER-DOAR, para doar, você descobrirá o verdadeiro significado do perdão, que é uma dádiva.”

 

 

“O mundo inteiro é um palco e todos os homens e mulheres meros atores, com muitos papéis para interpretar.”

 

 

“Nós nos esquecemos de que nada é permanente no mundo, e a segurança jamais pode ser encontrada naquilo que tem de mudar!”

 

“A autêntica felicidade, cuja forma mais profunda é o contentamento, não é possível a menos que estejamos mentalmente livres da ‘ansiedade da insegurança’.”

 

 

“Reconhecer o melhor nos outros, enxergar a virtude no caráter alheio é criar o tipo de visão do outro que pode nos inspirar a fazer aflorar em nós o nosso melhor.”

 

 

“Para ser você mesmo, vá fundo e jamais se compare com os outros!”

 

 

“Seja o que for que você faça ou sonha em fazer, comece. A audácia tem engenho, magia e poder. Comece agora.”

 

“Nosso culto à rapidez praticamente garante uma vida extremamente estressada, enquanto tentamos por meio da imposição abrir nosso caminho para o futuro, mais rápido hoje do que ontem!”

 

 

“Nossa formação acadêmica é chamada de aprendizagem, mas é principalmente memorização, o que não é aprender, é decorar.”

 

 

“A paciência é uma daquelas virtudes que podem transformar um momento de ansiedade em tranquilo relaxamento, uma onda de agitação mental no rio em fluir suave, que a vida pode ser.”

 

 

“Um diálogo é uma exploração mútua de sentido, um debate é uma troca aberta de pontos de vista, e uma discussão é uma batalha de opiniões.”

 

“Para uma alma iluminada, não há certo ou errado, apenas uma infinita variedade de percepções.”

 

 

“Leva tempo para se perceber que é necessário mais do que um ‘pensamento’, não importa quantas vezes ele seja repetido, para mudar a maneira como ‘nos sentimos’ em nosso eu e a respeito dele.”

 

 

“O amor é o que eu/você/nós somos sempre que nos doamos, com a intenção de beneficiar o outro, enquanto não queremos nada em troca.”

 

 

“Estamos cada vez mais conscientes das armadilhas de basear nosso senso de valor na realização, que é sempre momentânea; no status, que pode ser perdido a qualquer momento; e na nossa reputação, que pode ser destruída com apenas algumas tecladas!”

 

“Somos todos maiores do que qualquer situação ou circunstância que temos de enfrentar.”

 

 

surpreendente

Até onde você iria pela sua paixão?

 

A vida sempre nos apresenta desafios, uns maiores do que outros. Pedro, o protagonista desse livro, precisa enfrentar um grande desafio: um jovem apaixonado pelo cinema que precisa lidar com uma doença visual degenerativa.

Através de uma jornada intensa ele vai descobrindo o que importa na vida; o que realmente pode lhe limitar ou não.

Quantas vezes diante de um problema já consideramos simplesmente desistir? Lutar parece tão difícil. Tentar a cada dia parece tão penoso; o cansaço pode bater, o desânimo também.

Porém, quando pessoas que realmente se importam estão com você, o limite é uma ilusão.

A trajetória de Pedro é surpreendente porque através das diversas experiências e vivências em uma viagem com os amigos, ele vai percebendo o valor da empatia e como gestos simples podem fazer uma diferença enorme na vida das pessoas; a força da amizade através do convívio com pessoas que te apoiam e aceitam suas ideias malucas sem pestanejar; o real significado de família que é muito mais do que ter o mesmo sangue; e como tudo pode ser transformado de alguma maneira, basta você se permitir sentir.

É destacável a questão de por quantas situações desmotivadoras o jovem passa e mesmo seu amor pela arte não tendo tocado tantas pessoas quanto ele esperava, isso não o impede de continuar firme, criativamente buscando outras maneiras de envolver outros, de tentar fazê-los verdadeiramente enxergar.

Esse livro irá tocar você e lhe envolver, a cada página torcerá por essa paixão, querendo que a vida seja mais bondosa com o Pedro, menos dura. Desejando que as pessoas tenham um coração mais aberto para sentir emoções diferentes, sentir essa arte; que elas valorizem mais todas as maravilhas que diariamente lhes são mostradas pela vida. No entanto, a vida continua sendo uma professora rigorosa…

Todavia, se você é verdadeiramente apaixonado por algo; faça como o Pedro, tente, tente novamente, e quantas vezes forem necessárias. Perceberá então que a essência está dentro de você, que é capaz de tudo se batalhar por isso. A semente floresce, e isso lhe motiva a ir além.

Você ‘descobre’ que quando busca sua verdadeira paixão, acaba atraindo pessoas que vão se tornar verdadeiras fortalezas ao seu redor. Se acredita em algo, lute por isso. Sempre vale a pena, mesmo que às vezes a vida te retribua com algumas crueldades.

O que permanece é mais importante, faça ser mais importante.

A vida é uma construção de tudo que foi, é e poderá ser.

Por isso, apaixone-se.